Zoom e Google Meet planejam trabalhar juntos

Depois de anos trabalhando um contra o outro, parece ter chegado a hora de Zoom e Google Meet unirem forças. De toda forma, é o que parece indicar o Google, que vê nessa futura colaboração um caminho inevitável para sua busca de tornar o Meet a melhor plataforma de videoconferência disponível no mercado.


Ampliação
©stlegat/123RF.COM

Até algum tempo atrás, nada parecia indicar uma aproximação entre as duas entidades. Ainda assim, a notícia aponta para uma aproximação iminente entre os dois rivais. Essa futura união deve deixar milhões de usuários felizes e fazer outros serviços de videoconferência rirem alto.

Um Google Meet – Zoom tandem para oferecer mais possibilidades

O Google confirmou a interoperabilidade bidirecional em algum momento de 2022 entre o Meet e o Zoom. Uma fusão que vai oferecer novas opções aos usuários.

Isto significa, nomeadamente, que os utilizadores de uma das duas plataformas poderão juntar-se a chamadas feitas a partir da outra plataforma. Tudo o que eles precisam fazer é usar um convite de calendário ou inserir um código de reunião. Por exemplo, um usuário do Zoom poderá entrar em uma sessão no Google Meet sem precisar baixar o aplicativo primeiro.

Podemos notar uma pequena reserva sobre o princípio. Concedido, os usuários do Zoom poderão participar de qualquer chamada feita no Google Meet. No entanto, apenas alguns usuários do Meet (aqueles com dispositivos baseados no Chrome OS) poderão participar de chamadas do Zoom. Para superar isso, o Google prometeu adicionar suporte para outros dispositivos ao longo do tempo.

Além disso, vale lembrar que o Google trabalhou nos últimos meses com a Logitech e a Poly, que passarão a oferecer dois Meet para dispositivos rodando o sistema operacional Android. Já notamos que a família Poly Studio X e as versões Android do Logitech’s Rally Bar e Rally Bar Mini devem ser lançadas a priori em 2023. Esses novos recursos no Google Meet devem satisfazer os usuários enquanto aguardam a nova parceria se tornar realidade.

Uma colaboração positiva para usuários de serviços de teleconferência

Nos últimos anos, o Google tem investido fortemente em seu aplicativo Google Meet, trazendo novidades constantemente desde a crise do Covid-19. De fato, a pandemia que atingiu fortemente mudou profundamente os hábitos.

Todos os jogadores do mundo profissional foram obrigados a inovar na sua forma de trabalhar. Isso levou a um boom de trabalho híbrido que permitiu que o Google e o Zoom oferecessem uma oferta cada vez maior. Esta situação tem, infelizmente, levado a uma fragmentação da oferta de serviços de teleconferência.

Por exemplo, enquanto muitas empresas preferem usar o ambiente Google Workspace, que inclui o Meet, outras têm investido no Zoom como sua principal plataforma de comunicação. Por fim, essa aproximação entre as duas empresas só pode fazer bem, no sentido de que conseguirão convergir para ela a maior parte da demanda.

Fonte: TechRadar

Artigos Relacionados

Back to top button