Xbox One X: Como o Turn 10 ajuda

Compartilhar experiências coletivas com outros desenvolvedores de jogos é uma característica marcante do Turn 10 Studios, desenvolvedores do recém-lançado Forza Motorsport 7. Agora que trabalha com a plataforma Xbox há mais de uma década, a vasta experiência do estúdio em trabalhar com consoles da Microsoft se estendeu ao espaço de jogos para PC nos últimos dois anos com o premiado Forza Horizon 3e Forza Motorsport 6: Apex, uma demonstração gratuita de prova de conceito no Windows 10 desenvolvida para ajudar a testar o drive (sem trocadilhos) em uma plataforma escalável e poderosa como o PC.

Graças a essa experiência, a equipe conseguiu se preparar efetivamente para jogos em 4K, 60 quadros por segundo, com uma estrutura em vigor para o desenvolvimento no Project Scorpio (mais tarde Xbox One X), quando as especificações começaram a entrar em foco. Graças a esses anos de desenvolvimento, o Turn 10 desenvolveu um relacionamento de trabalho muito próximo com a equipe da plataforma do console.

“Como estúdio inicial, muito do nosso trabalho é garantir que a plataforma em que estamos desenvolvendo os jogos também seja uma ótima plataforma para outros estúdios de jogos criarem jogos”, explica Chris Tector, arquiteto de software de estúdio na curva 10 . “Acreditamos realmente que, em nossa essência, é isso que estamos tentando fazer – permitir que outros estúdios façam ótimos jogos. Porque isso significa que teremos ótimos jogos para jogar e também enviaremos ótimos jogos em um ecossistema incrível. Todo mundo estará criando o melhor jogo de Xbox que poderia fazer, e é algo que nos orgulhamos ”.

A primeira vez que o estúdio mostrou essa relação de trabalho foi na GDC em 2014. Nessa conferência, eles exibiram o ForzaTech rodando no PC com uma versão alfa do Direct 3D 12. Com essa demonstração, eles provaram que era possível obter mais modelo de programação de console no PC.

“Nós realmente sentimos que isso iria levar as coisas adiante para os desenvolvedores no PC, mas também poderíamos trazer muitos títulos de console para o PC”, diz Tector. “Era algo que poderíamos fazer que realmente ajudaria novamente com toda essa plataforma e ajudaria realmente todos os desenvolvedores.”

O turn 10 também trabalhou em estreita colaboração com as equipes de hardware, ajudando a enviar melhorias para a plataforma do console e ajudando-os a entender quais requisitos eles precisavam como desenvolvedores.

“Dissemos a eles se você deseja provar as coisas, ou testar o estresse, ou forçar os limites do que o hardware pode fazer ou o que o novo hardware deve ser capaz de fazer”, explica Tector. “Somos capazes de fornecer nossos títulos como uma maneira de enfatizar isso.”

Foi nesse ponto que o estúdio começou a entender como seria a próxima geração de jogos e se encontrou em uma ótima posição para ajudar a influenciar os requisitos de hardware necessários para desenvolver jogos com uma taxa de quadros muito alta e em excepcionalmente alta resolução.

Arte da chave do recurso da curva 10

“O objetivo desde o início era poder oferecer a era dos jogos do Xbox One, mas em 4K”, explica Tector. “E isso não significava apenas nós (Turn 10). Nós já estávamos em 1080 (resolução), estávamos desde o início da geração e muitos desenvolvedores não foram capazes de chegar lá por qualquer motivo. Eles podem ter outros tipos de recursos que buscavam, mas, para nós, resolução nativa, 60 quadros por segundo; sempre foi realmente importante para nós. ”

Esse ponto alto de desempenho é alto, do qual a curva 10 não se opõe. Provar jogos em 4K era um objetivo importante para o estúdio – e eles queriam garantir que outros desenvolvedores também pudessem chegar lá. Então, eles trabalharam para provar maneiras de capturar o que estava acontecendo no console (graficamente) e permitir que eles dimensionassem a unidade de processamento gráfico (GPU), quais componentes usar, largura de banda da memória … Criando um modelo que simplesmente diz: “ Ei, nós temos esse jogo rodando no Xbox One. Será capaz de chegar a 4K em um Xbox One X? ”

A equipe começou a desenvolver e fornecer jogabilidade em Forza que abrangeu um amplo espectro de configurações, de 720p até 4K, observando diferentes níveis de filtragem de textura, complexidade geométrica e aprimorando uma variedade de recursos, como anti-aliasing. Qualquer coisa que lhes permita provar seu modelo para quem vê Escorpião nos primeiros dias, que os jogos de console em 4K são uma realidade realizável e que pode estar aqui em breve. E a curva 10 pode estar aqui para ajudar a fazer isso acontecer. A prova real chegou à curva 10 no início deste ano, quando o modelo básico do Escorpião foi entregue a eles.

Arte da chave do recurso da curva 10

“Tivemos um dos caras da plataforma gráfica e ele tinha uma caixa cheia de peças”, diz Tector. “E ele os joga na mesa, na placa mãe e nos discos rígidos, todos conectados com cabos aleatórios e soltos na mesa. Mas é um Escorpião … e está correndo! E então recebemos o título em literalmente dois dias. ”

A equipe preparou uma sala especial internamente no estúdio, planejando que seus convidados ficassem com eles por semanas. Mas acabou não sendo necessário, pois eles foram feitos em apenas alguns dias para colocar todo o jogo em funcionamento. Não só estava correndo, estava correndo rápido.

“Não é como na primeira vez que rodamos em um Xbox One que não era muito bonito e não estava correndo rápido”, explica Tector. “Isso estava rodando, cheio de ForzaTech e rodando a 60 (fps) e rodando a 4k. Nós éramos como … ficamos surpresos. Nós ficamos surpresos. Mas também foi uma sensação incrível, porque poderíamos entrar em contato com nossa equipe: ‘Olha, nós fizemos todo esse trabalho, provamos esse modelo, ele terá esse nível de desempenho, poderemos para entregar isso como um título. ‘”

Arte da chave do recurso da curva 10

Estava lá, era real, e a curva 10 poderia mostrar às pessoas como fazê-lo.

“Essa realidade afundou para a equipe e apenas criou essa onda de ‘Bem, isso significa que podemos fazer isso, e podemos fazer isso …’ e tudo estava aberto, porque não apenas estávamos correndo a 4k e a 60 e você sabe, todas essas coisas que queríamos … e tínhamos espaço sobrando. “

O Xbox One X está previsto para lançamento no varejo ainda este ano, em 7 de novembro, e mal podemos esperar para jogar esta próxima geração de jogos, graças à riqueza coletiva e compartilhada de experiências que o Turn 10 forneceu para desenvolvedores e engenheiros de hardware.

0 Shares