World of Warcraft: um massacre organizado por hackers

Coisas engraçadas aconteceram em Mundo de Warcraft este fim de semana. Aproveitando-se de uma falha da qual nada sabemos, os hackers conseguiram colocar as mãos no poder extremo, aura de morte, e assim matar instantaneamente todos os personagens em certas áreas. Em certos servidores, Orgrimmar e Ventobravo foram assim palco de atos aterradores, de extrema violência e… particularmente engraçados de assistir. E se você perdeu este evento, saiba que poderá encontrar um pouco mais baixo alguns dos vídeos feitos por nossos hackers. Para saborear sem contar.

A aura da morte… um programa e tanto. Como o próprio nome sugere, esse poder bastante interessante permite que os personagens que se aproveitem dele matar toda a vida num raio de vários metros. Qualquer forma de vida, incluindo nossos amigos coelhos, mas também PCs e NPCs. Basta dizer que é tipicamente o tipo de poder que não encontramos no treinador do canto.

World of Warcraft: um massacre organizado por hackers

Não, na realidade, de acordo com as informações que temos, esse poder seria reservado apenas aos Game Masters e, portanto, aos funcionários da Blizzard. Obviamente, não sabemos como esses hackers conseguiram colocar as mãos nele, mas a editora está determinada a ter o fim da história. A Blizzard lançou uma grande chamada na tentativa de obter informações sobre a identidade desses encrenqueiros. Todos com um endereço de e-mail dedicado. Por outro lado, não há necessidade de sonhar, não há recompensa em jogo. Jogar fora o nome do seu amigo não permitirá que você aproveite aquele magnífico machado épico de duas mãos que você cobiça há cinco anos.

Então, ei, eu sei que não é divertido para os jogadores (e sim, ainda tem gente no WOW, acreditando que Guild Wars 2 não foi lançado) mas esses vídeos ainda me fizeram rir. Eu sei, não é legal e provavelmente vou expiar meus pecados no inferno, mas devo admitir que ainda é impressionante ver todos esses grandes níveis caindo como moscas na frente dos personagens desses hackers.





Através da

Artigos Relacionados

Back to top button