Uma nova embalagem de spray à base de plantas para conservar alimentos

Para conservar certos tipos de alimentos, como frutas e legumes, muitas vezes pensamos em usar filmes ou caixas de plástico. Estes são muito eficazes para manter os produtos frescos, mas eles produzem muito lixo que geralmente acabam no meio ambiente. Para tentar minimizar o impacto do plástico, pesquisadores das universidades de Harvard e Rutgers tiveram a ideia de criar um novo tipo de embalagem ecológica.

A nova embalagem é feita à base de plantas, e é usado na forma de um spray. Com seu propriedades antimicrobianas, é pulverizado nos alimentos para mantê-los frescos. Antes de consumir, basta enxaguar com água para remover o revestimento.


Embalagens ecológicas feitas de fibras de biopolímero
Créditos Universidade Rutgers

De acordo com os cientistas por trás desta nova invenção, o revestimento é feito de fibras de biopolímero. Essas fibras são impregnadas agentes antimicrobianos naturais como óleo de tomilho, ácido cítrico e nisina. Esses agentes permitem que a embalagem repelir germes Incluindo E. coli e Listeria.

Resultados promissores

Segundo os pesquisadores, esse novo revestimento para alimentos pode ser facilmente produzido em larga escala usando um processo chamado Focused Spinning. O revestimento pode ser girado a partir de um aquecedor que se parece com um secador de cabelo e depois aplicado a diferentes tipos de alimentos, como frutas, legumes e carne.

Durante os testes, os cientistas descobriram que o revestimento poderia estender a preservação de abacates em 50%. Também pode evitar o escurecimento. No que diz respeito à proteção ambiental, o produto pode degradar no solo em apenas três dias.

Um processo revolucionário

Com a poluição causada pelo plástico, muitos cientistas já fizeram pesquisas para tentar encontrar uma alternativa ecológica às embalagens plásticas. Pesquisadores já conseguiram desenvolver filmes feitos com teias de aranha, cascas de camarão ou até proteínas do leite. Todos esses produtos são feitos com resíduos.

Em relação ao revestimento de ervas, os pesquisadores indicaram que era um tecnologia escalável. Essa tecnologia transforma biopolímeros, que podem ser recuperados de resíduos de alimentos, em fibras inteligentes que pode embrulhar os alimentos diretamente. Segundo eles, o novo revestimento faz parte a nova geração de embalagens de alimentos “inteligentes e ecológicas”.

FONTE: newatlas

Artigos Relacionados

Back to top button