Uma fase do sono que permite ao nosso cérebro resolver problemas complexos

Se procura novas ideias para o trabalho ou um projeto pessoal mas não encontra a luz ao fundo do túnel, esta nova descoberta pode dar-lhe um impulso. De fato, os pesquisadores descobriram que o cérebro humano passa por uma fase de alta criatividade pouco antes de cair em sono profundo. Este fenômeno ocorre durante a fase do sono chamada N1, ou seja, a primeira fase do sono de ondas lentas.

De acordo com o estudo publicado na revista Science Advances, durante esta fase, a mente está em um estado liminar entre o sono e a vigília. Esse estado é chamado de estado hipnagógico e pode ser a chave para o surgimento de boas ideias.


Um homem dormindo
Créditos 123RF.com

De acordo com Delphine Oudiette, neurocientista do Instituto do Cérebro de Paris e coautora do estudo, ela teve muitas experiências hipnagógicas que sempre a fascinaram. Ela disse que ficou surpresa ao descobrir que quase nenhum cientista estudou essa fase do sono nas últimas duas décadas.

Uma técnica usada por Thomas Edison

De acordo com as informações, os pesquisadores que conduziram o estudo basearam sua experimentação em uma técnica conhecida, utilizada pelo inventor Thomas Edison. Quando ele tirava uma soneca, Edison segurava uma bola em cada mão. Assim que começou a adormecer, as balas caíram no chão e o acordaram. Diz-se que com este método ele foi capaz de se lembrar de ideias novas e brilhantes que teve enquanto adormecia.

Por sua vez, cientistas do Instituto do Cérebro de Paris propuseram uma série de problemas matemáticos a um grupo de participantes. Estes tiveram, então, direito a um intervalo de 20 minutos durante o qual puderam relaxar em posição reclinada enquanto seguravam um objeto na mão. Como o objeto caiu devido à sonolência, os pesquisadores pediram aos participantes que relatassem o que estava em sua mente antes do momento do despertar. Os sujeitos então tiveram que continuar resolvendo os problemas de matemática.

Os resultados obtidos

Os resultados do experimento mostraram que aqueles que atingiram a fase N1 tiveram 3 vezes mais chances de resolver problemas de matemática do que aqueles que permaneceram acordados. Além disso, os indivíduos que atingiram a fase N1 foram 6 vezes mais propensos a resolver problemas do que aqueles que atingiram a fase N2 de sono mais profundo.

De acordo com Oudiette, as lendas dizem que Albert Einstein e Alexandre, o Grande, usaram a técnica do sono de Edison. Alguns dos sonhos que inspiraram as grandes descobertas também podem ter sido sonhos hipnagógicos, não sonhos noturnos.

Assim, não perderemos nada ao tentar esta técnica se nos sentirmos sem ideias ou inspiração. Essa pode ser a forma de encontrar a “ideia” que vai mudar nossas vidas, quem sabe?

FONTE: Futurista

Artigos Relacionados

Back to top button