Uma empresa de reciclagem vendeu mais de 100.000 dispositivos da Apple que deveria desmantelar

domingo, 4 de outubro de 2020, A Beira relata que um ex-parceiro de reciclagem da Apple, GEEP Canada, que atualmente faz parte da Quantum Lifecycle Partners, foi processado pela empresa da Apple por roubar e revender pelo menos 103.845 dispositivos da Apple que ela teve que desmantelar. Esses dispositivos incluem iPhones, iPads e relógios.

Segundo informações do The Logic, a Apple enviou mais de 500.000 aparelhos para a GEEP Canada entre janeiro de 2015 e dezembro de 2017. No entanto, uma auditoria realizada pela empresa mostrou que 18% desses aparelhos sucateados ainda tinham acesso à Internet por meio de suas redes celulares .

Créditos Pixabay

E, novamente, essa porcentagem ainda não inclui os dispositivos da Apple sem rádio celular, de acordo com o The Verge. Isso significa que é possível que um número maior de dispositivos tenha sido revendido.

GEEP nega ter roubado a Apple

Parte da reclamação da Apple afirma efetivamente que ” pelo menos 11.766 libras de dispositivos da Apple deixaram as instalações do GEEP intactas – um fato que o próprio GEEP confirmou “. No entanto, a empresa de reciclagem nega qualquer irregularidade. No entanto, ela supostamente processou a si mesma, alegando que três funcionários roubaram dispositivos para sua própria conta. A Apple, no entanto, voltou atrás nessa acusação da empresa, argumentando que os funcionários incriminados pelo GEEP eram altos executivos da empresa de reciclagem.

Deve-se notar que a Apple tomou a decisão de mover a reciclagem internamente, projetando seus próprios robôs de desmontagem Daisy e Dave, cujo papel é recuperar componentes do iPhone que ainda estão funcionais. Mas a empresa da maçã ainda usa provedores de serviços externos para recuperar metais preciosos de dispositivos usados ​​e a GEEP Canada foi um de seus provedores de serviços entre 2015 e 2018.

Apple vai pedir mais de 19 milhões de euros em danos

Embora o GEEP ofereça serviços de gestão de resíduos eletrônicos, também afirmou em seu site que sua missão era ” incentivar a reutilização sempre que possível “. Mas a Apple discorda, pois a empresa afirma que os produtos vendidos no mercado cinza não atendem mais aos seus padrões de qualidade e segurança.

A empresa diz ao The Verge que “ os produtos enviados para reciclagem não são mais adequados para venda aos consumidores e, se reconstruídos com peças falsificadas, podem causar sérios problemas de segurança, incluindo falhas elétricas ou de bateria “. A Apple pretende solicitar pelo menos 31 milhões de dólares canadenses, ou aproximadamente 19.908.000 euros do GEEP Canada.

Artigos Relacionados

Back to top button