Um teste rápido de saliva pode detectar a presença da droga chamada “spice” em apenas

Cientistas da Universidade de Bath acabam de desenvolver o primeiro teste do mundo capaz de detectar muito rapidamente a presença da droga sintética “spice”. Graças ao teste, os pesquisadores esperam que os médicos consigam tratar as pessoas que sofrem dos efeitos colaterais desse produto muito rapidamente.

Conhecida por seu “efeito zumbi”, a especiaria costuma ser composta por uma mistura de mais de 110 substâncias químicas que as diferenciam de forma muito sutil, o que dificulta sua detecção.

O novo teste é realizado na saliva de uma pessoa, pois é mais fácil de manusear do que, por exemplo, urina ou sangue. Além disso, os resultados podem ser alcançados em apenas cinco minutos.

A especiaria, um perigo para a sociedade

Segundo a Dra. Jenny Scott, uma das cientistas que trabalharam no protótipo, as pessoas usam o tempero para fugir da realidade onde estão. Segundo ela, os consumidores desses produtos são como “zumbificados” e podem se tornar extremamente vulneráveis.

Segundo relatos, dois terços dos diretores de prisões disseram estar preocupados com o uso de substâncias psicoativas, como especiarias, em sua prisão. O uso deste e de outros canabinóides sintéticos é estimado em 10% entre os presos.

Por outro lado, pesquisadores que trabalharam com moradores de rua usando drogas também descobriram que o tempero é comumente usado por eles.

Um dispositivo muito útil

Segundo os pesquisadores, a detecção precoce do consumo de especiarias por uma pessoa considerada inconsistente contribui para o tratamento rápido de seus sintomas. A equipe por trás do novo teste disse que mais tarde poderá ser usado para evitar que alguns pacientes sejam hospitalizados quando puderem receber os cuidados necessários diretamente em casa.

Atualmente, o novo teste ainda está em fase de protótipo, mas os pesquisadores esperam poder testá-lo com profissionais de saúde dentro de um ano. Muitas entidades também parecem estar muito interessadas no projeto, para citar apenas as instituições de caridade que lidam com os sem-abrigo, bem como o NHS ou Serviço Nacional de Saúde.

Artigos Relacionados

Back to top button