Toyota vai construir um rover lunar

Atualmente, a NASA está se preparando para seu próximo grande projeto envolvendo voos espaciais tripulados, e o objetivo é retornar à Lua até 2024. Esse programa foi batizado de Artemis e foi anunciado oficialmente no ano passado pelo vice-presidente Mike Pence. Este esclareceu que não se trata apenas de ir à Lua e retornar à Terra, mas de estabelecer ali uma base permanente.

Como parte do programa Artemis, Mark Kirasich, engenheiro da NASA e também diretor interino do departamento de Sistemas Avançados de Exploração da agência, recentemente deu detalhes dos marcos do projeto. Falando sobre as atividades que serão realizadas no nível da superfície lunar, Kirasich anunciou que a agência está trabalhando em um veículo lunar que será enviado à Lua em 2025, um ano após a chegada dos astronautas. Ele também acrescentou que outro rover também será enviado, mas este será construído pela Toyota como parte de uma parceria com a agência espacial japonesa JAXA.

Pelo que sabemos, o rover construído pela Toyota não servirá apenas como meio de transporte na superfície da Lua, pois será pressurizado e também atuará como habitat para astronautas.

Tanto o rover quanto o habitat

Kirasich explicou que o primeiro veículo enviado à Lua será um dispositivo não pressurizado como os veículos eram durante o programa Apollo. Será assim muito simples e será emitido por uma das empresas privadas que a NASA escolheu para participar no programa Artemis.

O próximo passo de acordo com Kirasich será o desenvolvimento de um rover que desta vez será pressurizado e poderá acomodar dois astronautas por no máximo 14 dias. Será assim um veículo semelhante a um veículo de recreio e que servirá de habitat a ambos. O que é especial sobre este rover-habitat é o fato de que ele não será desenvolvido diretamente pela NASA, mas será construído em colaboração com a agência espacial japonesa JAXA. Este último convocará seu parceiro de negócios, que não é outro senão a Toyota, para desenvolver o dispositivo.

Contribuição do Japão

A recente assinatura do documento intitulado “Joint Exploration Declaration of Intent” pela NASA e JAXA formaliza a participação desta última no estabelecimento do “Lunar Gateway” e na exploração da superfície lunar. A agência espacial japonesa terá assim a tarefa de garantir o desenvolvimento do rover-habitat que pode ser considerado como uma parte importante do programa Artemis.

Alguns especialistas questionam se a construção do rover é atribuída à JAXA, especialmente porque a própria NASA vinha trabalhando no desenvolvimento de um rover lunar elétrico nos anos 2000, embora esse projeto tenha sido cancelado em 2010. Segundo Kirasich, o envolvimento da agência japonesa é de alguma forma necessária. Ele explica que é importante que a agência americana colabore com os japoneses. Além disso, o Japão e sua indústria automotiva têm um forte interesse na tecnologia rover.

De qualquer forma, ao querer incluir parceiros internacionais no programa Artemis, a NASA mostra que não se trata mais aqui de provar que um único país é capaz de realizar uma façanha como enviar humanos à Lua. Trata-se, sim, de mostrar que reunir o know-how de vários países é a chave para o sucesso de projetos dessa envergadura.

Artigos Relacionados

Back to top button