Toyota revela o estranho TJ-Cruiser Concept

Toyota aproveitou Salão Automóvel de Tóquio revelar pelo menos um modelo original. Isso ocorreu de 27 de outubro a 5 de novembro de 2017.

É sobre Conceito Tj Cruiserum SUV que mistura gêneros para alcançar um design atípico, incomum no cenário automotivo. Será assim possível encontrar aí ares de VAN, de station wagon, até de veículo militar.

Apesar de sua imponente estatura, permanece compacto com 4,30 metros de comprimento. Mas quase 1 metro a mais que o famoso K-Car (3,39 metros) muito difundido no Japão.

Um conceito extraordinário

As suas dimensões permitiriam, se pousasse connosco, ficar frente a frente com as dezenas de SUVs compactos já presentes no mercado, como o Nissan Qashqai, Opel Mokka X ou outros Renault Capturs.

Qual seria o espanto de atravessá-lo em nossas estradas, por causa de seu aspecto industrial predominante e suas linhas quadradas. Graças a este modelo, a Toyota quer democratizar o conceito de SUV no Japão, onde ainda são populares minivans, vans e “cubos” de estrada.

Cortado com um gancho, ele pega certos códigos que, sem dúvida, atrairão os japoneses. Não esquece os aspectos práticos e privilegia a modularidade graças a um piso completamente plano uma vez que os bancos são rebatidos, inclusive na frente, o que permite transportar objetos de 3 metros de comprimento. Tudo em um formato próximo ao de um Toyota Auris.

O Tj-Cruiser tem a mesma base técnica do C-HR (arquitetura TNGA). E, no entanto, é o oposto perfeito. O T em seu nome significa “Toolbox”. Lógico com sua capacidade digna de uma minivan e suas portas traseiras deslizantes. O J refere-se ao famoso FJ, mas também significa “Alegria”, alegria.

O carro que faz tudo

Os pneus largos e a distância ao solo substancial sugerem uma boa capacidade todo-o-terreno, para maior versatilidade. Certas partes da carroceria também são tratadas de forma a resistir à selva urbana, arranhões e pequenos golpes.

Em relação ao motor, o Tj-Cruiser é híbrido, como já acontece com a maioria dos Toyotas. Combina assim um 2.0 a gasolina com um bloco elétrico. A marca também menciona a possibilidade de uma versão com tração nas duas rodas ou tração nas quatro rodas.

Alguns verão o renascimento do falecido Honda Element. Um SUV, mesmo que o termo ainda não fosse usado na época, lançado em 2002 e vendido apenas nos Estados Unidos até 2008. Tinha o mesmo design atípico, e retomava os códigos estilísticos japoneses, associados a um visual bem futurista… no momento.

Por enquanto em estado de conceito, pode ser que o Tj-Cruiser seja comercializado sem sofrer grandes modificações. Também poderia manter seu interior atípico, com instrumentação digital que se estende por toda a largura do painel e um visual neo-retrô que atrairá os nostálgicos.

Uma mistura de gêneros por fora, uma mistura harmoniosa de épocas por dentro, com bancos que lembram os anos 80. Um verdadeiro OVNI automotivo!

Créditos da imagem: Toyota

Artigos Relacionados

Back to top button