The Witcher 3: Wild Hunt √© um lindo e espetacular bal√© de …

The Witcher 3: Wild Hunt é um lindo e espetacular balé de ...

O CD Projekt RED mostrou “The Witcher 3: Wild Hunt” em uma demo exclusiva √†s portas fechadas na E3 2014, e tivemos a sorte de ver nosso RPG de a√ß√£o surpreendentemente bonito ao se aproximar de sua forma final . A demo que vimos pegou bem quando a demo de v√≠deo da E3 2014 parou: logo ap√≥s o personagem principal Geralt de Rivia ter se matado um grifo e estava voltando para a cidade de Novigrad com a cabe√ßa do grifo amarrada na parte de tr√°s do cavalo.

‚ÄúNovigrad √© a maior cidade de ‘The Witcher 3’‚ÄĚ, disse o representante da CD Projekt RED, ‚Äúuma comunidade que vive e respira milhares de pessoas. Os pescadores acordam de manh√£ para pescar, os comerciantes pechincham sobre os pre√ßos, e √© um √≥timo lugar para realizar muitas miss√Ķes. ‚ÄĚ Durante o passeio pelas ruas de paralelep√≠pedos e cobertas de pedras de Novigrad, nosso guia enfatizou v√°rias vezes que as escolhas dos jogadores t√™m conseq√ľ√™ncias de longo alcance, seja nas miss√Ķes que realizam ou como as realizam.

Depois de entregar a cabe√ßa do grifo a um homem chamado Dijkstra, Geralt √© informado de que a ‚Äúgarota de cabelos castanhos‚ÄĚ que ele est√° procurando foi vista em um local claro no mapa do jogo. Nosso anfitri√£o ent√£o nos mostrou o escopo completo do jogo, com uma vista panor√Ęmica de Novigrad, uma enorme cidade medieval murada e movimentada. O mapa tamb√©m mostrou o qu√£o enorme √© o mundo de ‚ÄúThe Witcher 3‚ÄĚ: fomos informados de que para cobrir a dist√Ęncia percorrida rapidamente em nossa demo, seriam necess√°rios mais de 15 minutos de passeios a cavalo em tempo real – a uma velocidade m√°xima galope. O desenvolvedor tamb√©m enfatizou que todas as √°reas vis√≠veis no jogo s√£o explor√°veis; n√£o h√° barreiras invis√≠veis ou fal√©sias que n√£o podem ser escaladas.

De fato, Geralt foi equipado com novas habilidades focadas na explora√ß√£o, abrindo novos caminhos para os jogadores experimentarem o mundo de “The Witcher 3.” Escalada, manuten√ß√£o e explora√ß√£o vertical s√£o incentivadas; vimos Geralt subir ao topo de um penhasco para recuperar um objeto para um NPC. A nata√ß√£o e o mergulho tamb√©m est√£o dispon√≠veis, com Geralt descobrindo um caminho oculto, atravessando um riacho subterr√Ęneo na demo. √Č claro que este √© um jogo de mundo aberto, com √™nfase em
abrir.

Obviamente, a explora√ß√£o n√£o √© a √ļnica coisa que os jogadores far√£o. Tamb√©m vimos muitos combates, o que parece fluido, acelerado e extremamente din√Ęmico. Geralt mudou sem esfor√ßo de suas espadas – ele tem dois, um feito de a√ßo para humanos e um feito de prata para monstros – para sua magia, para se esquivar e bloquear em movimentos simples e f√°ceis. O menu radial de “The Witcher 2: Assassins of Kings” √© realinhado e simplificado para “The Witcher 3”, mas a maioria das funcionalidades familiares est√° de volta. Est√£o inclu√≠dos todos os sinais m√°gicos familiares: Igni, Aard, Axii, Quen e Yrden foram mostrados na demo. Al√©m disso, a capacidade de Geralt de meditar fora do combate retorna como uma pe√ßa cr√≠tica do quebra-cabe√ßa antes de uma luta: Quando voc√™ espera que uma luta esteja chegando, voc√™ pode meditar para se dar uma variedade de vantagens. Voc√™ usa medita√ß√£o para descansar, preparar po√ß√Ķes, infundir seu DNA com mutag√™nicos (o que pode torn√°-lo sobrenaturalmente poderoso, mas tamb√©m deix√°-lo com grandes muta√ß√Ķes negativas) e at√© mesmo para passar o tempo. Nosso guia enfatizou que o tempo desempenha um papel cr√≠tico no jogo, pois o ciclo dia / noite que vimos pode alterar os atributos dos monstros, alterar os monstros que o jogador ver√° e afetar a disponibilidade da miss√£o. Os jogadores precisar√£o levar tempo em considera√ß√£o com muito cuidado enquanto jogam, assim como levam em considera√ß√£o onde est√£o e quais equipamentos est√£o usando. Sim, a cria√ß√£o tamb√©m est√° de volta em “The Witcher 3”, e n√£o apenas para po√ß√Ķes. Os jogadores podem reunir materiais e fazer armaduras e acess√≥rios poderosos nos ferreiros, dando a Geralt vantagens importantes em combate.

Quando os jogadores chegam ao combate, eles descobrem que os monstros s√£o t√£o r√°pidos e implac√°veis ‚Äč‚Äčquanto s√£o. Vimos algumas criaturas semelhantes a homens-peixe lutando com Geralt em um p√Ęntano, e ele foi capaz de usar seu sinal de Igni para inflamar um pouco de g√°s do p√Ęntano, causando uma explos√£o que os danificou. Da mesma forma, durante uma luta com algumas criaturas semelhantes, Geralt atacou uma colm√©ia para libertar um grupo de abelhas contra seus inimigos, o que os confundiu e enfraqueceu. Tudo isso sugere que “The Witcher 3” recompensar√° os jogadores por usarem seus ambientes de maneira inteligente em combate e n√£o apenas apertarem o gatilho da “espada de balan√ßo”.

Mas √© claro que o combate tamb√©m n√£o √© a bola de cera. A hist√≥ria √© a principal raz√£o pela qual Geralt se v√™ envolvido em combate, e mesmo na breve demonstra√ß√£o que vimos, ficou claro que o jogo apresentar√° uma hist√≥ria complexa, profunda e ramificada. Espere v√°rios personagens, motiva√ß√Ķes conflitantes e muitas, muitas op√ß√Ķes de di√°logo para o jogador. Geralt, por exemplo, teve a op√ß√£o de escolher entre libertar ou matar um ‚Äúesp√≠rito de √°rvore‚ÄĚ preso dentro de uma raiz gigante em um ponto durante a demonstra√ß√£o. Sua escolha seria baseada no que outros personagens lhe contaram sobre o esp√≠rito, e o que ele acabou escolhendo teria repercuss√Ķes na maneira como outros personagens reagiriam a ele pelo resto do jogo.

Ao todo, “The Witcher 3” foi uma demonstra√ß√£o francamente incr√≠vel, e o jogo parece melhorar de todas as formas no j√° impressionante “The Witcher 2.” Mal podemos esperar para voltar ao mundo de Geralt no pr√≥ximo ano no Xbox One.

0 Shares