Teste moderno encontra nova cepa do HIV em amostras antigas de vírus

Teste moderno encontra nova cepa do HIV em amostras antigas de vírus

A companhia farmac√™utica americana Abbott Laboratories anunciou a descoberta de uma nova cepa do HIV. Chamada de HIV-1 Grupo M, subtipo L, essa cepa √© o primeiro subtipo do v√≠rus do Grupo M descoberto desde o ano 2000, quando foram estabelecidas diretrizes para a identifica√ß√£o de novas cepas. Segundo Abbott, a terceira e √ļltima amostra conhecida do subtipo ‘L’ foi coletada em 2001.

O Grupo M do HIV-1 √© o v√≠rus respons√°vel pela pandemia global, remontada √† Rep√ļblica Democr√°tica do Congo. De acordo com as diretrizes estabelecidas em 2000, s√£o necess√°rios tr√™s casos descobertos independentemente para estabelecer um novo subtipo de HIV. A rec√©m-descoberta descoberta de subtipo ‘L’ n√£o √© exatamente nova – √© a confirma√ß√£o de seu status como um novo subtipo.

Tr√™s amostras da cepa foram coletadas, uma na d√©cada de 1980, outra na d√©cada de 1990 e a terceira em 2001. A √ļltima das tr√™s se mostrou dif√≠cil de sequenciar devido √† combina√ß√£o de haver uma baixa quantidade de v√≠rus na amostra e as limita√ß√Ķes da tecnologia dispon√≠vel naquele momento.

A tecnologia atual √© mais barata e mais r√°pida do que a dispon√≠vel em 2001. Abbott diz que os cientistas criaram novas t√©cnicas que trabalharam junto com essa tecnologia moderna para sequenciar o v√≠rus na amostra, resultando em um genoma completo. A terceira amostra juntou-se √†s duas anteriores, confirmando a exist√™ncia do subtipo ‘L’ do HIV-1 M.

Em uma declaração sobre a descoberta, uma das autoras do estudo, Mary Rodgers, PhD, explicou:

Identificar novos vírus como este é como procurar uma agulha no palheiro. Ao avançar nossas técnicas e usar a próxima geração de tecnologia de sequenciamento, estamos puxando a agulha com um ímã. Essa descoberta científica pode nos ajudar a garantir que estamos parando novas pandemias.

0 Shares