Tecnologia de computação de ponta falante com CTO de computação em escala

Tecnologia de computação de ponta falante com CTO de computação em escala

Perguntas e respostas do ValueWalk com Alan Conboy, escrit√≥rio do CTO, Scale Computing. Nesta entrevista, Alan discute os antecedentes dele e de sua empresa, os problemas que a Scale Computing pode resolver, seus concorrentes, infraestrutura hiperconvergente e computa√ß√£o de ponta e suas previs√Ķes de tecnologia para 2020.

Você pode nos contar sobre sua formação?

Com mais de 20 anos de experi√™ncia, sou veterano do setor e evangelista em tecnologia, especializado em projetar, prototipar, vender e implementar tecnologias de armazenamento e virtualiza√ß√£o disruptivas. Atuo no escrit√≥rio do CTO da Scale Computing desde 2009, onde ocupei v√°rias fun√ß√Ķes, como engenheiro de sistemas s√™nior e arquiteto de solu√ß√Ķes globais.

E o histórico da Scale Computing?

O CEO da Scale Computing, Jeff Ready, e os co-fundadores Jason Collier e Scott Loughmiller decidiram simplificar a TI e revolucionar o mercado de virtualiza√ß√£o quando fundaram a empresa em 2007. Para fazer isso, a Scale Computing projetou o HC3, a plataforma de infraestrutura de TI que permite √†s organiza√ß√Ķes fazer mais com menos. O Scale Computing HC3 elimina a necessidade de silos de TI tradicionais de software de virtualiza√ß√£o, software de recupera√ß√£o de desastres, servidores e armazenamento compartilhado, substituindo-os por uma plataforma totalmente integrada e altamente dispon√≠vel para aplicativos em execu√ß√£o.

Você pode explicar para nós, com formação não técnica, o que você faz e quais problemas a Scale Computing resolve?

Os dois maiores custos em TI s√£o o tempo de inatividade e as pessoas – a plataforma HC3 da Scale Computing trata de ambos, simplificando as opera√ß√Ķes de TI. O software Scale Computing HC3 usa autocorre√ß√£o e automa√ß√£o para maximizar o tempo de atividade e o desempenho dos aplicativos, simplificar o gerenciamento e proteger os dados. Quando a facilidade de uso, a alta disponibilidade e o custo total de propriedade s√£o importantes, o Scale Computing HC3 √© a plataforma de infraestrutura de TI ideal para empresas distribu√≠das, grandes varejistas e pequenas e m√©dias empresas.

Quem s√£o os concorrentes da Scale Computing?

A Scale Computing compete nos espa√ßos de mercado de hiperconverg√™ncia, virtualiza√ß√£o e computa√ß√£o de ponta contra concorrentes como VMware, Nutanix e Dell EMC. A Scale Computing se diferencia especificamente no mercado porque fornecemos solu√ß√Ķes de HCI e de computa√ß√£o de ponta acess√≠veis, confi√°veis ‚Äč‚Äče econ√īmicas para as empresas. Mantendo nosso foco em atender empresas em todo o mundo, podemos ajudar as organiza√ß√Ķes a atingir suas metas de infraestrutura de TI por uma fra√ß√£o do pre√ßo de nossos concorrentes.

Qual é a coisa mais emocionante que a Scale Computing está trabalhando?

Com a computa√ß√£o de ponta em ascens√£o, as organiza√ß√Ķes est√£o exigindo solu√ß√Ķes que atendam aos requisitos de √°rea ocupada com desempenho robusto de aplicativos, al√©m de serem acess√≠veis, eficientes e simples de gerenciar remotamente. Em dezembro, lan√ßamos o dispositivo mais recente em nossa fam√≠lia HC3, o HE150, um pequeno dispositivo de computa√ß√£o baseado em armazenamento NVMe, totalmente em flash, ideal para empresas e sites distribu√≠dos que precisam de infraestrutura altamente dispon√≠vel. O HE150 √© alimentado pelo Intel NUC, oferecendo uma solu√ß√£o de baixo custo baseada em um pequeno fator de forma, implementando pequenos clusters nos quais a computa√ß√£o altamente dispon√≠vel era anteriormente proibitiva de custos.

Projetamos o HE150 para atender a uma demanda crescente entre organiza√ß√Ķes distribu√≠das que exigem infraestrutura na borda da rede, especificamente em locais onde h√° recursos e equipe de TI limitados. Nossa capacidade de fornecer consistentemente a tecnologia HCI do que um formato menor e um pre√ßo mais baixo tornam os recursos e recursos de computa√ß√£o de ponta mais acess√≠veis a mais organiza√ß√Ķes.

Você pode explicar o que a infraestrutura hiperconvergente (HCI) e a computação de borda são para aqueles que não têm experiência em tecnologia?

Em suma, a infraestrutura hiperconvergente (HCI) √© uma abordagem baseada em dispositivo que combina todos os processos de TI – servidores, armazenamento e virtualiza√ß√£o – em uma solu√ß√£o de fornecedor √ļnico. Os principais benef√≠cios da HCI foram bem estabelecidos no setor de tecnologia, como exigir gerenciamento mais simples, utilizar menos espa√ßo em rack e energia, menos fornecedores em geral e uma transi√ß√£o f√°cil para servidores comuns. Uma solu√ß√£o HCI √© ideal para empresas com v√°rios locais, incluindo varejistas, ag√™ncias e departamentos governamentais, institui√ß√Ķes de ensino e empresas de petr√≥leo e g√°s.

A próxima grande fronteira para a HCI agora fica na borda da rede. A computação em borda é uma infraestrutura de computação física, localizada intencionalmente fora das quatro paredes do data center centralizado, para que os recursos de computação de armazenamento possam ser colocados onde forem necessários. Usando uma pequena área ocupada por hardware, a infraestrutura na borda permite que os usuários coletem, processem e gerenciem grandes quantidades de dados, que podem ser carregados em um data center centralizado ou na nuvem.

Qual é uma previsão tecnológica que você tem para 2020?

Estamos vivendo em um mundo cada vez mais orientado a dados, e esses dados est√£o sendo gerados fora das quatro paredes do data center tradicional. Quando come√ßamos esta nova d√©cada, as organiza√ß√Ķes est√£o analisando muito mais profundamente o uso da nuvem. A nuvem foi originalmente posicionada como a resposta para todos os problemas, mas agora a pergunta √©: a que custo? Mais organiza√ß√Ķes est√£o se voltando para a nuvem h√≠brida e estrat√©gias de computa√ß√£o de ponta e escolhendo solu√ß√Ķes que processam dados na fonte de sua cria√ß√£o. Em 2020, as organiza√ß√Ķes contar√£o com ambientes h√≠bridos, com coleta de computa√ß√£o de ponta, processamento e redu√ß√£o de grandes quantidades de dados, que ser√£o posteriormente carregados em um data center centralizado ou na nuvem.

0 Shares