Spotify diz à Apple que é ‘hora de jogar limpo’; Arquiva uma reclamação …

 Spotify diz à Apple que é 'hora de jogar limpo';  Arquiva uma reclamação ...

O Spotify acusou a Apple de comportamento anticompetitivo na maneira como gerencia a App Store e apresentou uma queixa contra a Comissão Europeia.

O Spotify diz que, nos últimos anos, a Apple introduziu regras da App Store que sufocam a concorrência e ajudam a promover o próprio serviço de streaming de música da Apple. No anúncio, o CEO do Spotify diz que a empresa tentou inúmeras vezes resolver os problemas diretamente com a Apple, mas esses esforços não deram frutos. É por isso que a empresa apresentou uma queixa na Comissão Europeia.

O Spotify chegou a lançar um site da Time to Play Fair, destacando as práticas injustas da Apple. No site, o Spotify destaca que a Apple obtém 30% da receita gerada via IAPs em determinados aplicativos. No entanto, as regras não são aplicáveis ​​de maneira geral, pois a Apple não cobra as mesmas taxas pelas transações realizadas dentro do aplicativo Uber, Deliveroo ou mesmo Apple Music.

Em segundo lugar, o Spotify diz que, como eles não confiam mais no IAP da Apple, eles foram impedidos de compartilhar acordos com os clientes.

Se optarmos por não usar o IAP (a única opção de pagamento no iOS), a Apple, em troca, nos impede de nos comunicar diretamente com nossos clientes que acessam o Spotify pelas plataformas da Apple. A Apple não nos permite compartilhar promoções e promoções incríveis – como a 99c por três meses de Spotify Premium. E não estamos falando apenas sobre o que podemos fazer no aplicativo. Pior ainda, eles nem nos permitem enviar ofertas por e-mail depois que você registra sua conta, alegando que estamos contornando as regras deles.

Ele também acusa a Apple de rejeitar atualizações de aplicativos que contêm correções de bugs e aprimoramentos de aplicativos que visam oferecer uma melhor experiência ao usuário. Da mesma forma, embora a Apple ofereça o Apple Music no HomePod e uma forte integração do Siri com sua própria plataforma de streaming de música, ele não permite que o Spotify converse com o Siri ou o ofereça como uma alternativa ao Apple Music no HomePod. Essa também é a razão pela qual o Spotify está ausente no Apple Watch, apesar de o aplicativo estar pronto com meses de antecedência. A Apple se recusou a trabalhar com o Spotify em um aplicativo Apple Watch Spotify.

Essas regras que a Apple impõe unilateralmente existem por uma única razão: dar à Apple uma vantagem injusta sobre os muitos outros serviços que estão trabalhando duro para competir pelos fãs. Para que a concorrência funcione e a inovação prospere, a Apple precisa ser justa.

Existe até uma linha do tempo no site que destaca o comportamento anticompetitivo da Apple ao longo dos anos.

O Spotify diz que, uma vez lançado o Apple Music, a Apple começou a rejeitar as atualizações do aplicativo Spotify cada vez mais. Ele foi adiante e os ameaçou de serem removidos da App Store. Essas ameaças geralmente coincidem com as temporadas das campanhas promocionais do Spotify.

Nossa Tomada

Não há dúvida de que a Apple se aproveitou do fato de ser proprietária da App Store para promover seu próprio conjunto de aplicativos e serviços durante a competição. O Spotify costumava perder grande parte de sua receita em taxas para a Apple, motivo pelo qual parou de oferecer aos usuários a opção de se inscrever no Spotify Premium da App Store. Enquanto a Apple impede o Spotify de informar os clientes sobre negócios, a própria empresa envia notificações push aos clientes informando-os sobre negócios nos iPhones.

Parece-me que a Apple está fazendo para Spotify o que a Qualcomm fez com a Apple. Usar práticas comerciais desleais para colocar seu produto ou serviço à frente da concorrência. Você acha que a Apple oferece um campo de jogo justo para seus concorrentes? Ou inclina as regras conforme sua conveniência?

[Via Spotify]

0 Shares