Sem vocabulário, Square Enix considera Dragon Quest XI S um remake

Dragon Quest XI S, em breve para o Switch, não será tão parecido com as versões PS4 e PC lançadas há um ano no Ocidente. Mas para considerá-lo como um remake, há uma lacuna que a Square Enix se apressou em cruzar com botas aladas.

Na última edição da revista japonesa Nintendo Dream, a Square Enix fala sobre a versão final de seu Dragon Quest XI chegando ao Nintendo Switch. A NintendoSoup traz-nos vários pontos traduzidos desta entrevista.

Primeiro, a editora explica que se esta versão for destinada principalmente aos donos do Switch, não havia como oferecer a eles um menu semelhante ao servido aos jogadores de PS4 e 3DS. Daí um projeto lançado para tornar esta versão diferente, até mesmo única.

Dragon Quest XI S: Square Enix não queria oferecer um port bobo e malvado

Após seu lançamento inicial no PS4 e 3DS, e você entenderá que estamos falando do lançamento japonês aqui, Dragon Quest XI não atraiu elogios. A Square Enix tomou nota do feedback dado, entre aqueles que considera serem os mais construtivos. A primeira consequência dessas revisões foi a versão ocidental do software, muito mais flexível que a original.

O mesmo padrão foi operado para a chegada de Dragon Quest XI no Switch, e é interessante notar que a Square Enix vê no Dragon Quest XI S um remake do jogo base. Mas, garante a editora, isso não significa que trabalhar nesta versão permitiu incluir elementos que não eram realizáveis ​​no PS4 e 3DS (para este último caso, ainda podemos duvidar seriamente).

Dito isso, embora Dragon Quest XI S já não parece Dragon Quest XI baunilha em muitos aspectos, seu esqueleto, no entanto, permanece muito semelhante, se não inalterado. Usar o termo “remake” aqui (para um jogo menos bonito, diga-se de passagem) portanto não parece muito apropriado, ao contrário da expressão estabelecida “port melhorada”.

Lançamento previsto para 27 de setembro.

Artigos Relacionados

Back to top button