Sega Genesis Flashback: após testes iniciais negativos, AtGames aponta cópias “não representativas” da qualidade final

Depois que o feedback inicial começa a arranhar o Flashback Sega Genesismas parecia uma aparente redenção para uma empresa acostumada a fazer o novo sujo com o bom velho, a AtGames afirma que esses testes se referem a cópias equipadas com software desatualizado e, portanto, não sendo “não representativo da versão final” do produto.

Logo, dentro de algumas semanas, nós (bem, por assim dizer, eu prefiro educar a geração mais jovem com “a coisa real”, soprando bactérias na porta do cartucho incluído, do que arriscar considerar Curling 2010 como um título da biblioteca de brinquedos do Mega Drive) poderá colocar nossas mãos no Sega Genesis Flashback.

Mas, como qualquer objeto de hype que se preze, o objeto já foi enviado para vários testadores. Que foram, portanto, capazes de comentar sobre a qualidade do todo mais ou menos um mês antes de seu lançamento. “E há o drama” que poderíamos ter dito se a história da AtGames não jogasse contra isso.

Problemas de latência e taxa de quadros nas unidades de revisão do Sega Genesis Flashback

Kotaku, que recebeu o Sega Genesis Flashback sem ainda ter publicado uma resenha, relata assim os primeiros retornos bastante assassinos. Para o Gizmodo, este novo Mega Drive com a marca AtGames é um “resíduos de fumar”quando a Gamespot aponta especificamente problemas com a taxa de quadros e a animação dos jogos integrados.

Kotaku, que já notou problemas de latência tanto nos menus quanto nos aplicativos. Um representante da AtGames, no entanto, garantiu ao site que não haverá mais nada nos modelos oferecidos à venda: “Várias de nossas cópias de avaliação foram enviadas acidentalmente com versões de software que não eram avançadas e não representavam a versão final. Estamos trabalhando para que os testadores possam ter em mãos, nas próximas semanas, os produtos finais atualizados e corrigidos”.

Infelizmente, há pouca chance de que por “corrigido”, este porta-voz incluiu a remoção dos vinte ou mais shovelware cuja presença poderia ser explicada na época do Wii. Porque ATGames Mega Drives realmente incluíam reconhecimento de movimento e periféricos adaptados. A partir daí, sim, poderíamos dizer que houve uma evolução.

Artigos Relacionados

Back to top button