San Francisco pode proibir cigarros eletrônicos por riscos desconhecidos à saúde

San Francisco may ban e-cigarettes over unknown health risks

São Francisco pode se tornar a primeira cidade dos EUA a proibir o cigarro eletrônico, também chamado de “vapes”, até que mais informações sobre seus potenciais efeitos à saúde a longo prazo sejam conhecidas. Alguns estudos preliminares anteriores destacaram possíveis preocupações com a saúde relacionadas aos produtos líquidos de nicotina, incluindo um que encontrou maior risco de sibilância. Os críticos criticaram as propostas, no entanto, expressando preocupações de que isso possa levar algumas pessoas a voltar aos cigarros de tabaco.

Os cigarros eletrônicos explodiram em popularidade nos últimos anos, gerando modelos cada vez mais simples e sofisticados que podem ser facilmente transportados ao longo do dia. Os críticos têm como alvo os efeitos desconhecidos a longo prazo sobre a saúde desses dispositivos, bem como um número crescente de jovens usuários, como dois dos principais problemas que precisam ser abordados.

O FDA tomou medidas para atingir empresas que comercializam ou fornecem dispositivos de cigarro eletrônico para menores de idade, e um corpo crescente de pesquisas analisou os efeitos do vaping na saúde. Algumas pesquisas preliminares destacaram possíveis problemas respiratórios relacionados ao e-cigs, incluindo inflamação pulmonar e chiado no adulto.

Funcionários de Nova York, Chicago e San Francisco enviaram uma carta conjunta ao FDA pedindo que a agência investigasse os efeitos na saúde pública dos cigarros eletrônicos. São Francisco pode dar o passo para banir completamente os cigarros eletrônicos, embora os críticos apontem que os cigarros comuns de tabaco ainda estão disponíveis para compra na cidade.

Em comunicado divulgado no site do procurador da cidade de San Francisco, Dennis Herrera, autoridades disseram que a proposta não introduziria uma “proibição total” de cigarros eletrônicos, mas sim modelos que não foram revisados ​​pelo FDA. No momento, no entanto, nenhum cigarro eletrônico foi revisado pela agência, o que significa que todos os produtos – pelo menos por enquanto – seriam proibidos em São Francisco.

0 Shares