Samsung deve começar a produzir chip Galaxy S7 em dezembro

Samsung está um pouco em pé de guerra no momento e isso não é surpreendente porque a gigante sul-coreana está preparando o lançamento de dois ou três telefones posicionados na ponta: o Galaxy S7a Galaxy S7 Borda e a Galaxy S7 Edge+. Pelo menos de acordo com os últimos rumores.

O último artigo da Business Korea também parece ir nessa direção. De acordo com a publicação, a fabricante está realmente se preparando para lançar a produção de seu novo chip interno: o Exynos 8890.

Produção em massa Exynos M1

Se esta referência não falar com você, é bastante normal porque muitas vezes é apresentado como o Exynos M1.

O Exynos M1 deve equipar a versão europeia do Galaxy S7

O SoC seria posicionado na ponta e deveria carregar vários núcleos com frequência entre 2,3 GHz e 2,4 GHz. Ele deve definir a fasquia bem alta com base nas últimas referências e fala-se até de um ganho de potência de cerca de 60% em relação à geração anterior.

E assim comparado ao Exynos 7420.

Mas o 8890 tem outra peculiaridade. É o primeiro SoC a incorporar um processador fabricado pela Samsung. Não parece muito, mas não é um detalhe trivial porque a fabricante pretende reforçar a sua presença neste setor.

É precisamente por isso que este chip é aguardado com grande expectativa pelos fãs da marca e por todos aqueles que direta ou indiretamente se interessam por este mercado.

Acho que você sabe disso, mas o Galaxy S7 deve vir em versões diferentes. Alguns seriam alimentados por esse novo chip, outros por uma versão otimizada do Snapdragon 820. Tudo dependeria muito dos mercados.

Em casa, na Europa, é o M1 que deve impulsionar o terminal e seus dois amiguinhos.

As últimas novidades, estes três terminais deverão ser apresentados a partir de janeiro, com lançamento previsto para o mês de fevereiro. Temos que acreditar que isso realmente será o caso.

Este artigo vai nessa direção, em qualquer caso. Dito isto, esta informação ainda não foi confirmada pelo diretor em questão e deve ser tomada com a máxima cautela.

Através da

Artigos Relacionados

Back to top button