RobĂ´ minimamente articulado pode escalar sua prĂłpria trilha

RobĂ´ minimamente articulado pode escalar sua prĂłpria trilha

O pesquisador David Zarrouk, da Universidade Ben Gurion, em Israel, Ă© conhecido por desenvolver robĂ´s com um nĂşmero mĂ­nimo de atuadores. O mais recente de seus robĂ´s altamente mĂłveis com atuadores mĂ­nimos Ă© o RCTR ou Reconfigurable Continuous Track Robot. O bot consegue mudar toda a sua forma, link a link, usando um atuador extra.

Esse único atuador adicional pode construir a pista do robô no ar à medida que avança. O RCTR usa vários links flexíveis que se movem através de um atuador. Cada um dos links possui um pino de travamento e, dependendo de quem o atuador está definido quando o link da pista se move através dele, o pino pode ser engatado para obter o ângulo do link em zero ou 20 graus.

O bloqueio dos elos transforma o robô de flexível em rígido e permite que o RCTR se retire e passe por um obstáculo. A parte traseira do bot tem um sistema passivo que desengata os pinos de travamento em todos os elos para redefinir a flexibilidade da pista conforme ela passa por cima da parte traseira da seção traseira do robô.

Uma desvantagem do design atual do robô é que ele é incapaz de dirigir. Isso poderia ser remediado de várias maneiras, incluindo o uso de direção deslizante como veículos sobre esteiras com um par de esteiras. A equipe está trabalhando em um algoritmo de planejamento de locomoção para lidar com uma variedade de terrenos.

A equipe precisa descobrir como obter a melhor combinação de links rígidos e flexíveis para superar obstáculos. Ele também precisa resolver como tornar o bot dirigível, mantendo sua simplicidade.

0 Shares