Qualcomm paga para aplicar proibição de vendas de iPhone na Alemanha

No final do mês passado, um juiz de Munique concedeu à Qualcomm uma liminar contra a Apple, impedindo a fabricante de iPhone de vender e importar modelos iPhone 7 e iPhone 8, que foram considerados preliminarmente por violar as patentes de gerenciamento de energia da fabricante de chips, na Alemanha.

No entanto, em vez de aplicar a proibição apenas às 15 lojas da Apple no país, a Qualcomm divulgou uma declaração dizendo que seu escopo também se expandiu para todos os revendedores terceirizados. A empresa depositou títulos de segurança no tribunal no total de 1,34 bilhão de euros ou cerca de 1,52 bilhão de dólares – muito mais do que as estimativas originais de 668 milhões de euros para a liminar.

Com o desempenho de vendas medíocre dos mais novos iPhones deste ano, observadores do mercado viram algum apoio crescer em torno de modelos mais antigos, como o iPhone 8 e 8 Plus. A proibição de vendas desses modelos em um dos maiores mercados europeus da Apple pode ter esse apoio.

Por seu lado, a Apple, que está trabalhando para garantir que suas próprias lojas cumpram as normas, disse à Reuters que varejistas e operadoras em 4.300 localidades ainda estão vendendo todos os modelos de iPhone disponíveis. O revendedor Gravis confirmou que ainda está vendendo os modelos iPhone 7 e iPhone 8.

A Apple está recorrendo da decisão. A Qualcomm deseja vê-lo expandir para os modelos iPhone XS e XR.

A Qualcomm também obteve uma liminar em vários modelos de iPhone na China no mês passado.

Artigos Relacionados

Back to top button