Qualcomm afirma que Apple roubou código para suportar modems Intel

A Qualcomm alega que a Apple roubou trechos de código do fabricante de chips e os entregou ao seu concorrente Intel, a fim de reduzir os custos do modem e aumentar a qualidade da conectividade do iPhone.

Uma ação foi movida em novembro parcialmente com base nisso, mas foi somente hoje que a empresa sediada em San Diego afirmou ter evidências dessa prática ocorrendo ao longo de vários anos. A Qualcomm está solicitando que seu novo briefing seja colado no processo atual.

A Intel não está sendo processada. Apple e Intel não estão comentando o assunto.

A Reuters informa que a Qualcomm deu à Apple acesso especial a ferramentas proprietárias para ajudar a integrar seus modems aos iPhones. A partir daí, o acusador alega que a Apple então usou essas ferramentas para acessar arquivos de log e os enviou à Intel para supostamente ajudar a melhorar seu produto de modem.

Do resumo da Qualcomm:

Os engenheiros da Intel até reclamaram com os engenheiros da Apple por não conseguirem abrir os arquivos de log da Qualcomm, que a Apple havia fornecido à Intel, por falta das ferramentas apropriadas da Qualcomm.

Em resposta, os engenheiros da Apple usavam rotineiramente as ferramentas da Qualcomm para criar arquivos de log pós-processados, que eles enviavam aos engenheiros da Intel para melhorar as soluções de chipsets da Intel.

A Qualcomm não especificou se seus arquivos de log eram materiais secretos comerciais, apenas que eles beneficiaram a Intel.

Antes de 2016, a Qualcomm era o único fornecedor de modems para iPhone. Nesse ano e em 2017, a empresa começou a compartilhar pedidos com a Intel. A Qualcomm havia dito a seus investidores em julho que não estava fornecendo nenhum produto à Apple.

A disputa legal é uma das muitas decorrentes de agências reguladoras processando a Qualcomm por manipular um monopólio no setor de processadores móveis e modem.

Em uma reviravolta irônica, o iPhone XS que trabalha na rede da Verizon recentemente relatou ter problemas com a conectividade celular e Wi-Fi.

Artigos Relacionados

Back to top button