Plutão é maior do que pensávamos

Há alguns anos, o número de planetas “verdadeiros” orbitando nosso Sol foi, nos documentos oficiais, reduzido: Plutão foi excluído desse clube muito fechado e foi qualificado como planeta anão. Isso o torna menos interessante? De forma alguma, muito pelo contrário, e isso não impediu a realização da missão New Horizons.

No papel, é difícil ser mais simples do que esta missão: enviar uma sonda ao espaço para capturar imagens de Plutão, mais perto do que nunca. Lançada em 2006, a sonda está finalmente se aproximando de Plutão, e a missão já revelou uma grande surpresa. Literalmente e figurativamente.

Novos horizontes

De fato, o planeta anão não é tão anão: cálculos feitos usando imagens enviadas pela New Horizons revelaram que Plutão é maior do que a maioria dos astrônomos pensava anteriormente.

Foi assim que a NASA revelou o tamanho exato daquele que ainda era considerado há alguns anos como o nono maior planeta do sistema solar: Plutão tem um diâmetro de 1.473 milhas, ou 2.370 quilômetros.

A questão permaneceu sem resposta por muitas décadas: desde a descoberta de Plutão, os cientistas concordaram em uma coisa, a saber, que era muito difícil medir Plutão, em particular por causa de sua atmosfera. Agora a questão está resolvida.

Se a notícia provavelmente não fará toda a humanidade pular de alegria, certamente é apenas a primeira de uma longa série de informações que a New Horizons nos enviará.

Lembre-se também que a missão New Horizons, desde o seu lançamento, mudou seu objetivo final: não deveria parar em Plutão e a NASA havia declarado assim que queria continuar usando a máquina para ir ainda mais longe e ver o que se parece com outros objetos, localizado ainda mais longe.

Através | Imagem: NASA

Artigos Relacionados

Back to top button