Pesquisadores criam material que usa campos magnéticos para transformar

Pesquisadores do Instituto de Tecnologia da Geórgia e da Universidade Estadual de Ohio desenvolveram um novo material de polímero macio. O material é chamado de polímero de memória de forma magnética. Ele pode usar campos magnéticos para se transformar em uma variedade de formas. A equipe acha que o novo material pode ter uma variedade de novas aplicações, desde antenas que mudam frequências em tempo real até braços de garras para manipular objetos delicados ou pesados.

O novo material foi criado usando uma mistura de três ingredientes, todos com características únicas. A mistura inclui dois tipos de partículas magnéticas, sendo uma para calor indutivo e outra com forte atração magnética. O terceiro é um polímero com memória de forma que ajuda a travar várias formas no lugar.

O material resultante é o primeiro que combina todas as forças dos componentes individuais em um único sistema. O sistema é capaz de mudanças rápidas e reprogramáveis ​​de forma que podem ser travadas e reversíveis. Os pesquisadores começaram a fabricar o material distribuindo partículas de neodímio boro e óxido de ferro em uma mistura de polímeros com memória de forma. Quando as partículas foram totalmente incorporadas, os pesquisadores moldaram a mistura em vários objetos projetados para avaliar o desempenho do material em uma série de aplicações.

A equipe criou uma garra de garra a partir de um molde em forma de t da mistura de polímeros. A aplicação de um campo magnético oscilante de alta frequência fez com que as partículas de óxido de ferro esquentassem e aquecessem toda a pinça. Esse aumento de temperatura fez com que o polímero amolecesse e se tornasse flexível. Um segundo campo fez com que as garras da garra fossem abertas e fechadas.

O processo de mudança de forma leva apenas alguns segundos do início ao fim. A resistência do material no estado bloqueado é suficiente para permitir que a garra levante objetos 1.000 vezes seu peso. Outras aplicações foram testadas e mais testes serão realizados no futuro.

Artigos Relacionados

Back to top button