Persona 5 Director Graças aos fãs no exterior

Persona 5 Director Graças aos fãs no exterior

O diretor de Persona 5, Katsura Hashino, postou uma mensagem agrad√°vel agradecendo aos f√£s estrangeiros por apoiarem o jogo.

Hashino fez isso postando uma longa mensagem no PlayStation Blog, juntamente com a ilustração acima, mostrando a protagonista do jogo, Ann, e Morgana pelo designer de personagem da série Shigenori Soejima.

Aqui est√° a mensagem completa de Hashino:


Como desenvolvedor, estou muito feliz em saber que o Persona 5 est√° sendo jogado por tantas pessoas no exterior. Para ser honesto, √© realmente dif√≠cil avaliar sua popularidade no Ocidente quando nossa equipe est√° no Jap√£o; n√£o podemos ver os coment√°rios e as discuss√Ķes de todos. Seria √≥timo interagir com os f√£s no exterior, mas, infelizmente, estou presa na sala de desenvolvimento sorvendo ramen instant√Ęneo (risos). Persona 5 √© uma hist√≥ria muito “japonesa” com alguns aspectos pol√≠ticos, ent√£o eu n√£o podia imaginar como os jogadores ocidentais reagiriam a ela. Eu sabia, no entanto, que o Persona 5 era altamente esperado pelos jogadores no exterior mesmo quando est√°vamos desenvolvendo o jogo, ent√£o fiquei curioso para ver como a hist√≥ria seria recebida.

Estou saindo pela tangente aqui, mas acho que as hist√≥rias tradicionais de super-her√≥is japoneses tendem a lutar contra invasores de fora de sua sociedade, enquanto as ocidentais se concentram em lutar contra vil√Ķes e desajustados que v√™m dela. H√° uma sensa√ß√£o de que a sociedade √© respons√°vel por criar esse mal, e esse cen√°rio deixa a imagina√ß√£o do p√ļblico correr solta, como “poderia ter sido eu”. Por exemplo, o Coringa do Batman n√£o faz alguns pontos v√°lidos que ressoam com voc√™?

Persona 5 tamb√©m √© uma hist√≥ria de super-her√≥i na qual voc√™ luta contra vil√Ķes que nascem da sociedade, ent√£o pensei que poderia ser recebido de maneira diferente das entradas anteriores. √Č claro que ele poderia ter errado completamente e ter sido criticado por isso, ent√£o minha expectativa e ansiedade foram divididas pela metade. Desde que o jogo acabou de ser lan√ßado no Ocidente, eu gostaria de olhar para tr√°s mais tarde, depois de receber feedback do p√ļblico ocidental – como foram suas experi√™ncias de jogo, que tipo de coisas eles sentiram etc. Espero que o conto do Persona 5 deixar√° uma impress√£o duradoura em todos que o interpretam. Independentemente do tipo de projeto que eu levo adiante, adoro criar RPGs que se movem e se relacionam, independentemente das diferen√ßas culturais – na verdade, estou mais interessado em fortalecer esses aspectos agora.

No ano passado, com o marco do 20¬ļ anivers√°rio da s√©rie Persona, entreguei o desenvolvimento da s√©rie aos meus sucessores e anunciei o in√≠cio do meu novo projeto de RPG que acontece em um mundo de fantasia. Seja um jogo ambientado nos dias modernos, como as s√©ries Persona e Shin Megami Tensei, ou um jogo ambientado em um novo mundo de fantasia, pretendo criar jogos que proporcionem uma experi√™ncia inestim√°vel de refletir sobre si mesmo durante uma jornada, enquanto interpreta como personagens. com os quais os jogadores podem se relacionar profundamente.

Esses esforços só são possíveis graças à recepção positiva que recebemos dos fãs Рnão apenas no Japão, mas em todo o mundo Рda série Persona e dos RPGs da Atlus em geral. Agradeço todo o seu apoio à mais nova entrada da série Persona, e espero que todos gostem dos novos RPGs da Atlus que estão por vir.


Caso você tenha perdido, você pode encontrar nossa revisão completa por escrito e em vídeo para Persona 5 aqui (é altamente recomendável!).

0 Shares