Os iPhones de 2018 podem estar todos sem Touch ID

EU’iPhone X pulou deliberadamente o Touch ID para se concentrar em seu sistema de reconhecimento facial. Os iPhones do próximo ano podem fazer o mesmo, de acordo com Ming-Chi Kuo.

Se esse nome ainda for desconhecido para você, saiba que Kuo trabalhou por vários anos como analista da KGI Securities. Estreitamente ligado à indústria e às linhas de produção, o homem há muito tem uma paixão pelo setor de mobilidade e frequentemente obtém informações exclusivas sobre os próximos produtos dos fabricantes.

iPhone X: imagem 7

No passado, ele acertou muitas vezes no alvo e é justamente por isso que seus relatórios raramente passam despercebidos.

Os iPhones de 2018 devem apostar tudo no Face ID

Desta vez, Ming-Chi Kuo realizou uma pesquisa sobre os próximos telefones celulares da marca californiana.

Eles – logicamente – não serão apresentados antes do próximo ano letivo, mas projetar um telefone leva tempo e, portanto, a Apple começou a trabalhar em seus novos dispositivos.

De qualquer forma, o analista pensa assim e foi precisamente isso que o levou a questionar seus muitos contatos. A iniciativa deu certo e o homem obteve assim informações interessantes sobre esses aparelhos, informações relacionadas às suas funções biométricas.

Por muito tempo, os iPhones usaram leitores de impressões digitais para identificar positivamente seus proprietários. As últimas gerações foram, portanto, todas entregues com um leitor deste tipo.

Rumores a serem tomados com um grão de sal

O iPhone X, por sua vez, optou por se libertar dessa parte para liberar o máximo de espaço para a tela de seu telefone. O aparelho é de fato equipado com um belo painel sem bordas cobrindo grande parte de sua fachada e o fabricante teve que retirar o leitor Touch ID para não desfigurar seu terminal.

Em troca, a Apple desenvolveu um sistema de reconhecimento facial extremamente sofisticado, um sistema capaz de operar na escuridão total: o Face ID. Este último não é usado apenas para identificação e o iOS também usa seus serviços para animar seus emojis.

De acordo com Ming-Chi Kuo, a Apple pretende continuar seu impulso e capitalizar essa tecnologia o máximo possível no futuro.

Como resultado, o analista espera que todos os iPhones lançados no próximo ano não tenham um leitor de Touch ID. Segundo ele, todos esses dispositivos devem, sim, contar com a tecnologia Face ID e esta última também pode ocupar um lugar central na estratégia de comunicação da empresa.

Artigos Relacionados

Back to top button