Os drones podem ecoar como morcegos com um alto-falante e um quarteto de …

Os cientistas criaram um novo método para permitir que os drones naveguem pelos arredores, inspirando-se nos morcegos. Os pesquisadores descobriram que os drones podem se ecolocar em seus arredores usando quatro microfones e um alto-falante com a ajuda de alguma álgebra e geometria. Pesquisadores da equipe dizem que o trabalho também tem usos potenciais em veículos e carros subaquáticos.

Os pesquisadores conseguiram usar suas técnicas para reconstruir a configuração das paredes das salas usando ecos captados por microfones no drone. Quando um dos microfones ouve um eco, a diferença de tempo entre o momento em que o som foi produzido e quando foi gravado é medida. A diferença horária mostra a que distância o som viajou após bater em uma parede.

O grande desafio para a equipe é determinar qual distância corresponde a qual parede, um processo chamado de eco-classificação. Ao classificar os ecos com precisão, o drone pode determinar que todas as paredes ouvidas estão lá. Isso impede que o algoritmo crie uma parede fantasma. A equipe está direcionando suas pesquisas para um par de questões em engenharia – localização e mapeamento.

A equipe mostrou que é possível uma configuração mínima de quatro microfones dispostos de forma não plana junto com um alto-falante para emitir um sinal para reconstruir uma sala. O próximo passo do manso é observar outros cenários, como quando o movimento do drone é restrito ou quando o drone ouve ecos de sons consecutivos quando está em movimento.

A equipe diz que a pesquisa pode ser aplicada de várias maneiras. Um é como um dispositivo carregado por uma pessoa, acoplado a um carro ou usado debaixo d’água. Ter mais entrada de sinal também pode impedir que o sistema confie em um tipo de entrada. Isso aumentaria as chances de os objetos serem detectados com mais precisão e em uma variedade maior de condições.

Artigos Relacionados

Back to top button