OpenCellular, a torre de celular de código aberto do Facebook

Facebook sempre deixou claras as suas ambições. A gigante das redes sociais quer conectar o mundo e, aliás, atrair o maior número possível de pessoas para o seu serviço. Ele acaba de levantar o véu de um produto bastante surpreendente, um produto chamado… OpenCellular. Por que incrível? Porque é uma estação base de código aberto que pode estender redes móveis facilmente.

Não é realmente uma revelação, mas existem milhões de pessoas no mundo que não têm acesso à internet. Na realidade, de acordo com o Facebook, essas pessoas esquecidas na web são milhões e chegam a representar 10% da população mundial.

OpenCellular: imagem 1

Vale lembrar que nosso planeta tem atualmente cerca de 7,3 bilhões de habitantes.

10% da população mundial não tem acesso à internet.

Com base nessa constatação, o Facebook trabalhou, portanto, em um novo dispositivo na forma de um terminal de acesso à Internet, um terminal que atende a duas condições muito específicas: é barato e também é de código aberto.

OpenCellular, este é o nome desta famosa antena de retransmissão, portanto, tem como alvo as regiões mais pobres e remotas do mundo, regiões como África, Ásia ou até Melun.

Relativamente compacto, suportará a maioria dos padrões existentes e, portanto, será compatível com WiFi, 2G ou até 3G. Embora a base técnica permaneça a mesma para todas as antenas, as operadoras poderão configurá-la para atender às necessidades e requisitos locais.

Mas o que encontramos lá dentro? Esta antena é um verdadeiro minicomputador por si só, um minicomputador cujos planos foram desenhados pelo Facebook. A gigante das redes sociais, de fato, optou por não confiar nas soluções existentes e desenvolver seu próprio dispositivo.

A boa notícia é que ele publicará os planos em breve.

OpenCellular: imagem 2

Um dispositivo aberto e de código aberto

O OpenCellular tem outro recurso interessante. O dispositivo funciona em uma arquitetura aberta e desenvolvedores terceirizados poderão enriquecê-lo com todas as tecnologias de sua escolha.

O Facebook tem favorecido claramente a flexibilidade e a adaptabilidade para que esta antena possa atender o maior número de pessoas possível.

Para oferecer o terminal às operadoras, a gigante americana fará diversos testes em diferentes partes do mundo. Os experimentos realizados em laboratório realmente correram muito bem, mas obviamente não vale a pena fazer um teste em campo.

Além disso, ele também não mencionou o preço da antena. A única coisa que sabemos no momento é que a empresa está fazendo de tudo para baixar o preço da antena.

Ainda deve ser lembrado que esta não é a primeira vez que o Facebook busca conectar o mundo. Ao mesmo tempo, a empresa também está trabalhando em drones para estender a rede de redes para as regiões mais remotas. Sim, e alguns de vocês também podem se lembrar do Internet.org.

Por si só, esta iniciativa não carece de interesse, mas antes de tentar conectar o mundo, provavelmente seria sensato começar garantindo que todos tenham acesso a água potável e alimentos.

OpenCellular: imagem 3

Artigos Relacionados

Back to top button