O YouTube está dificultando a verificação dos canais

O YouTube está dificultando a verificação dos canais

Assim como em algumas plataformas de m√≠dia social, o YouTube possibilita que alguns usu√°rios sejam ‘verificados’, um status destinado a garantir que os espectadores possam informar o canal que est√£o procurando de outros que possam estar se passando por ele. A verifica√ß√£o do canal n√£o est√° desaparecendo, mas o YouTube revelou grandes mudan√ßas nos crit√©rios relacionados a ele, que far√£o com que alguns usu√°rios percam o status de ‘verificado’.

A id√©ia por tr√°s de ser ‘verificada’ √© que alguns usu√°rios s√£o proeminentes o suficiente para atrair impostores, perfis falsos que usam seu nome e imagens e outras situa√ß√Ķes semelhantes. Nesses casos, pode ser dif√≠cil para f√£s e seguidores distinguir uma conta aut√™ntica de uma conta falsa, e √© a√≠ que a marca de sele√ß√£o ‘verificada’ aparece.

At√© agora, o YouTube verificou canais com pelo menos 100.000 inscritos. Em um an√ļncio em seu site de suporte, o YouTube revelou que, a partir de outubro, a verifica√ß√£o depender√° da autenticidade e destaque, n√£o apenas do n√ļmero de pessoas que se inscrevem no canal.

O YouTube analisar√° se os canais apresentam um “criador, artista, figura p√ļblica ou empresa real” que afirma representar e tamb√©m se essa pessoa ou empresa √© bem conhecida ou altamente pesquisada. O YouTube considerar√° se essa empresa ou pessoa n√£o √© apenas popular, mas tamb√©m amplamente conhecida fora do YouTube, bem como se o nome do canal √© semelhante a outros canais.

Simplificando, o YouTube exigirá que os canais tenham um bom motivo para serem verificados, além do simples fato de atrair assinantes e querer obter uma designação cobiçada. A mudança reflete o crescimento geral do YouTube e o aumento da complexidade, de acordo com a empresa. Os canais qualificados receberão a verificação automaticamente Рos usuários não precisarão se inscrever daqui para frente. Além disso, o YouTube está removendo a verificação de vários canais, mas oferece a opção de recorrer da decisão aqui.

0 Shares