O Redmi Note 11 Pro (2023) mostra a ponta do nariz

Xiaomi supostamente trabalhando em um novo dispositivo Redmi. a Redmi Note 11 Pro (2023) acaba de ser visto no Google Play Console.

A Xiaomi é uma daquelas empresas que mais crescem no mercado de smartphones. Prova disso é que lança regularmente novos dispositivos. E como outros gigantes da telefonia móvel, a empresa chinesa está acostumada a reeditar produtos antigos para melhor atender às demandas dos consumidores. O Redmi Note 11 Pro foi lançado este ano, mais precisamente em janeiro passado. Hoje ficamos a saber que a Xiaomi pretende lançar uma nova versão do terminal. O Redmi Note 11 Pro (2023) levaria o codinome “doce”. Recentemente, foi visto no console do Google Play.


Foto do Redmi Note 10 Pro

Logicamente, esse chamado futuro smartphone da fabricante chinesa deve ter uma configuração técnica melhor em relação ao modelo atual. Mas será realmente assim?

Um SoC gravado em 10nm

De fato, de acordo com os detalhes vistos no console do Google Play, o Redmi Note 11 Pro (2023) enviará um Chip Snapdragon 712. Como lembrete, o modelo 2022 está equipado com um processador Mediatek Helio G96 gravado em 12nm. É claro que entre esses dois componentes, o modelo fornecido pela Qualcomm é o mais eficiente e confiável, pois além de ser gravado em 10nm e, portanto, menos consumidor de energia, possui oito núcleos com clock de até 2,3 GHz para garantir uma fluidez excepcional em todas as circunstâncias.

Além disso, o Snapdragon 712 ostenta uma GPU Adreno 616 para garantir que os gráficos não sejam deixados de fora. O que é intrigante é que a forma do módulo fotográfico traseiro do Redmi Note 11 Pro (2023) se assemelha estranhamente ao do compartimento fotográfico traseiro do Redmi Note 10 Pro. Idem para as características dos sensores.

Um módulo fotográfico dorsal quádruplo?

Para quem ainda não conhece, o Redmi Note 10 Pro estreou em março de 2021. Possui quatro câmeras na parte traseira: 108MP x 8MP x 5MP x 2MP. Parece que sua única diferença em relação ao Redmi Note 11 Pro (2023) em termos de configuração fotográfica diz respeito à resolução da câmera macro deste último que seria de 2 MP em vez de 5 MP. Além disso, graças ao console do Google Play, sabemos que este futuro smartphone Android da empresa chinesa ignorará a capacidade de gravar vídeo em 4k. Por outro lado, o poder de carregamento rápido deve chegar a 67 watts. O mesmo vale para o brilho da tela que seria superior ao do Redmi Note 10 Pro, ou seja, 700 nits.

Artigos Relacionados

Back to top button