O projeto Sahara Solar Breeder pode tornar o deserto do Saara fértil

O potencial do deserto do Saara como um lugar para construir indústrias de energia renovável é reconhecido há muito tempo.

A escassez de populações, a exposição prolongada ao sol e a violência dos ventos que varrem a área fazem dela o local ideal para explorar a energia verde. Além disso, muitos projetos nesse sentido já foram planejados e o projeto Sahara Solar Breeder é um deles.

Este projeto, que visa instalar parques solares e eólicos em 9 milhões de quilômetros quadrados do deserto do Saara, visa fornecer a quantidade de eletricidade necessária para metade da população mundial até 2050. No entanto, se as discussões sobre a realização deste projeto estão bem em curso, o impacto que terá no ambiente do próprio deserto não foi abordado.

Essa lacuna foi preenchida por uma equipe de pesquisadores que conduziram experimentos e publicaram os resultados na última edição da Science.

Impacto no clima e no meio ambiente do deserto

O grupo de cientistas foi liderado por Yan Li, pesquisador de pós-doutorado em recursos naturais e ciências ambientais da Universidade de Illinois. Especialistas desenvolveram modelos climáticos de mudanças de temperatura resultantes da instalação de parques solares e eólicos.

Eles puderam ver que a eletricidade que fluirá desses parques será quatro vezes maior do que a projetada no orçamento geral de energia para 2017. A equipe observou então que esse projeto de grande escala beneficiará a própria região. temperatura local e níveis de vegetação em torno das indústrias de energia renovável.

O deserto do Saara pode ficar verde

Os autores do estudo relatam que as instalações de parques eólicos e solares terão impactos benéficos no clima regional. Além de reduzir as emissões antropogênicas de gases de efeito estufa provenientes de combustíveis fósseis e o consequente aquecimento, esses parques também poderão estimular o crescimento da vegetação, aumentar a frequência das chuvas e, assim, irrigar o deserto do Saara.

No entanto, essa possibilidade vislumbrada por Li e sua equipe leva em consideração vários fatores, mas embora esses cenários ainda sejam apenas hipóteses, a ideia de tornar o deserto do Saara um lugar fértil é mais atraente.

Artigos Relacionados

Back to top button