O programa AT&T Passport oferece 1 GB de dados internacionais por US $ 60

Fox quer CNN, AT&T não venderá como compra Time Warner

A Sprint oferece serviço internacional básico gratuitamente, com a opção de atualizar a qualidade em 176 países e territórios. A T-Mobile tem o mesmo com mais de 140 destinos. Porém, quando chegamos à Verizon, é um buy-in único para um pacote de serviços – e, embora estes estejam mal equipados em comparação com os outros dois, o melhor plano, que pode ser usado em mais de 140 países, custa US $ 40 por um mês de serviço.

A AT&T está tirando isso da água com seus novos complementos do Passport. A grande melhoria de todas as outras operadoras é a de mais de 200 localizações globais e mensagens de texto ilimitadas. A taxa de 35 centavos por minuto para chamadas não é tão ruim assim.

Mas os clientes terão que pagar US $ 60 por 1 GB de dados. Não há garantias de velocidade. A única outra opção é um pacote de 3 GB por US $ 120. Qualquer excesso será cobrado em blocos de gigabytes de US $ 50 cada. Alguns viajantes podem ter a sorte de ir para um país em que um provedor parceiro da AT&T permitirá que eles usem seus pontos de acesso Wi-Fi gratuitamente. Ambos os pacotes são adequados para uso em 30 dias.

A empresa também possui um International Day Pass, que permite que os clientes usem seu plano existente por US $ 10 por dia.

Esses são preços altos a serem pagos por dados internacionais e qualquer opção que faça sentido dependerá muito de como o usuário altera seus hábitos de comunicação no exterior.

0 Shares