O golpe de um bilhão de dólares para conectar o Alasca

Uma certa Elizabeth Ann Pierce, à frente da empresa americana no Alasca, quase havia conseguido o golpe do século. O projeto dela era enorme e o golpe que ela montou também. Ela prometeu levar fibra ótica para áreas remotas do Alasca. Foi um sonho realizado para os moradores e uma benção para os investidores.

Muitas áreas no Alasca são extremamente carentes de velocidade. Apenas uma pequena parcela dos habitantes possui fibra ótica, a maioria depende de satélites para uma conexão lenta a preços excessivos. Elizabeth Pierce apresentou assim seu ambicioso projeto como uma alternativa para seus problemas.

facepalm

A Bloomberg dedicou um longo artigo à história implausível de Elizabeth Pierce, que enganou com sucesso moradores e investidores por anos. Este último, porém, descobriu o vaso de rosas de 2017.

Um grande golpe

Embora o projeto Quintillion fosse louvável, ocultava uma verdade menos rósea. Elizabeth Pierce colocou seu ambicioso plano em ação a partir de 2013. Vários estudos (impactos ambientais, rotas de cabos, autorizações governamentais etc.) foram realizados para levar a banda larga ao Alasca.

O encaminhamento de cabos de internet sob o Ártico exigia uma soma astronômica que exigia a contribuição de investidores.

Para convencer os investidores de que sua empresa era solvente, Elizabeth Pierce forjou contratos. Várias empresas importantes caíram assim na armadilha, como o banco francês Natixis. Além disso, ao longo dos anos, a CEO da Quintillion ganhou notoriedade com seu ambicioso projeto.

No total, Elizabeth Pierce forjou 8 contratos estimados em um bilhão de dólares. Ela teve o cuidado de deixar de lado os outros funcionários da Quintillion durante suas negociações. Enquanto o canteiro de obras estava em andamento, ela estava reformando sua casa.

Pontos positivos para os do Alasca

O diretor conseguiu levantar um total de US$ 270 milhões para instalar cabos submarinos transárticos. A pressão dos investidores que exigiam relatórios sobre o andamento do projeto foi muito sentida. Elizabeth Pierce decidiu, assim, em março de 2017, renunciar.

Elizabeth Pierce recebeu uma sentença de 5 anos de prisão após sua prisão em abril de 2018 e seu julgamento em setembro. Seja como for, o ambicioso projeto levou os concorrentes a quererem agora investir no roteamento de fibra óptica no Alasca.

Alguns habitantes do Alasca agora têm banda larga porque a empresa Quintillion instalou parcialmente cabos de internet.

Artigos Relacionados

Back to top button