O Covid-19 visto pela Coreia do Norte

A Coreia do Norte está entre os países mais isolados do mundo, e esse fato continua sendo verdade à medida que o mundo passa por uma das maiores pandemias de sua história. Embora as autoridades de Pyongyang tenham dito que nenhum caso confirmado de Covid-19 foi relatado no país desde que o vírus surgiu no final de 2019, a Organização Mundial da Saúde (OMS) suspeita da existência de mais de 6.000 casos no momento. Sobre como o SARS-CoV-2 entrou na Coreia do Norte, várias especulações estão circulando atualmente, seja fora ou dentro do país.

Na Coreia do Norte, a mídia não hesita em contar todo tipo de história para explicar como o coronavírus entrou no território. Na quinta-feira, 19 de novembro, o jornal estatal Rodong Sinmun, por exemplo, informou que o vírus poderia ser transmitido por produtos importados de fora.

Créditos Pixabay

Não é apenas a mídia norte-coreana que espalha teorias bizarras sobre o Covid-19. Os cientistas do país também estão envolvidos na campanha de propaganda.

Teorias implausíveis seguem umas às outras

Enquanto muitos artigos científicos ao redor do mundo já saíram e falam sobre os diferentes meios de transmissão do SARS-CoV-2, um médico norte-coreano mencionou outras teorias sobre o assunto. Segundo ele, o vírus pode ser transmitido por nevascas e aves migratórias.

Por outro lado, no final de outubro, todos os canteiros de obras ao ar livre foram fechados no país, e os cidadãos foram obrigados a ficar em casa com as janelas fechadas, devido a uma misteriosa nuvem de poeira amarela. Segundo as autoridades, essa nuvem continha o coronavírus e poderia ter transmitido a doença à população. De fato, a poeira amarela em questão se originou no deserto de Gobi, que fica entre a Mongólia e a China. Segundo relatos, essas nuvens, bastante comuns na parte norte da China e na Península Coreana, às vezes carregam produtos químicos industriais que podem ser prejudiciais à saúde. No entanto, o fato de eles carregarem o vírus Covid-19 permanece improvável.

A entrada do coronavírus na Coreia do Norte

A Coreia do Norte fechou suas fronteiras no final de janeiro, logo após o início da disseminação do Covid-19. Além disso, medidas de higiene como uso de máscara ou proibição de aglomerações foram adotadas desde o início do ano. Apesar disso, algumas fontes informaram que o vírus ainda conseguiu entrar no país.

Como é muito difícil entrar na Coreia do Norte, mesmo seguindo os procedimentos legais, pode-se acreditar que o vírus pode ter entrado devido a atividades de contrabando pela fronteira sino-coreana. Esta teoria parece ser confirmada pela nova declaração do governo no domingo, 22 de novembro, pedindo um controle de fronteira mais rigoroso.

De qualquer forma, parece que a Covid-19 já afetou a Coreia do Norte, dado o aumento do número de pessoas internadas em centros de isolamento destinados a quem apresenta sintomas da doença.

Artigos Relacionados

Back to top button