O co-fundador da Lyft John Zimmer na competição com a Uber

QUANDO: Hoje, quarta-feira, 20 de novembro de 2019

ONDE: o “sino de fechamento” da CNBC

A seguir, a transcrição não oficial de uma entrevista exclusiva da CNBC com John Zimmer, co-fundador da Lyft, e Wilfred Frost, da CNBC, que foi ao ar no “Closing Bell” da CNBC (MF 15:00 – 17:00) hoje, quarta-feira, 20 de novembro. A seguir, um link para o vídeo da entrevista no CNBC.com:

Assista à entrevista completa da CNBC com o co-fundador e presidente da Lyft. John Zimmer

Todas as referências devem ser originárias da CNBC.

WILFRED FROST: Juntou-me agora o fundador da Lyft John Zimmer. John, que bom estar com você. Muito obrigado por se juntar a nós.

JOHN ZIMMER: Obrigado por me receber.

WILFRED FROST: Eu queria perguntar sobre a racionalização da competição no compartilhamento de viagens que você viu aqui nos EUA. Quanto aconteceu desde que você começou? E quanto mais há para vir, você acha?

JOHN ZIMMER: Sim, aconteceu bastante. Lyft existe há cerca de sete anos. Nossa missão é melhorar a vida das pessoas através do melhor transporte do mundo. E acho que quando entramos no mercado – era uma nova categoria de transporte. Começamos o transporte ponto a ponto. Nós – nós começamos o tipo disso – essa nova categoria. E desde então, tem havido muita competição nos primeiros dias, algumas racionais, outras irracionais. Mas estamos entrando em um período de lucro – focado em crescimento e racionalização lucrativos. Então, acho que faz sentido que exista alguma consolidação.

FROST SELVAGEM: A Uber é claramente a sua principal concorrente em viagens de caronas aqui nos EUA. É mais difícil roubar um passageiro deles ou roubar um motorista deles?

JOHN ZIMMER: Eu acho que da maneira que penso sobre isso, do lado do cliente, estamos competindo, eu diria mais do que do lado do motorista. Para que os motoristas possam ter acesso às duas plataformas, para nós, no mercado mais novo, é vantajoso que eles possam, você sabe, colocar algumas horas em uma e algumas horas na outra. Do lado do cliente, como podemos oferecer a melhor experiência do produto. E é assim que eu diria que a concorrência é mais pesada.

WILFRED FROST: tornando-se público, você sentiu mais pressão para atingir a lucratividade em vez de apenas atingir o crescimento da receita no passado?

JOHN ZIMMER: Sim, acho que esse é definitivamente o caso. Eu diria que houve – sabe, fora apenas nossa indústria, houve uma mudança de mercado que eu diria saudável, e também rápida, focada na lucratividade. Faz sentido. E, novamente, está aumentando a racionalidade, positiva para os dois jogadores.

GELADO SELVAGEM: Bem, veículos autônomos são claramente uma grande possibilidade futura para – para sua área de negócios -. O que o deixa confiante de que, quando essa mudança acontecer, sempre que for possível, você poderá capturar grande parte da economia versus o que você faz hoje, se, por exemplo, Waymo pelo argumento, é a tecnologia líder. Por que eles não reivindicam mais economia do que você?

JOHN ZIMMER: Sim, então nós somos a rede. Temos o relacionamento com o cliente. Sabe, hoje temos mais de 20 milhões de pilotos ativos em nossa plataforma. E a maneira como isso será implementado será gradual. Eu

Se você pensa em como foi o 3G nas redes telefônicas, você sabe, passou de 3G para 4G, acho que algo semelhante acontecerá. Não que o 4G estivesse em todo lugar ao mesmo tempo. Autônomo não vai de repente estar em todos os lugares ao mesmo tempo. Mas, você sabe, quando será autônomo em um núcleo urbano, abaixo de 55 quilômetros por hora, sem pontes e túneis com bom tempo, isso é muito mais cedo do que fazê-lo em qualquer lugar.

Então, ele rolará, talvez possa fazer 10% dos passeios, depois faça 20% dos passeios, depois faça 30% dos passeios. Mas o cliente deseja que 100% de suas viagens sejam cumpridas. E assim, o cliente virá até nós porque pode obter um veículo autônomo por 10% de suas viagens e um motorista por 90% de suas viagens. Nós poderemos fornecer todo o transporte deles durante essa transição. E, portanto, estamos posicionados como a rede para capitalizar melhor nesse futuro.

FROST SELVAGEM: Você aceita que, pelo menos no momento, você precise contar com um fornecedor de software externo mais do que o Uber? E, portanto, naquele Santo Graal de todos os veículos autônomos, sua margem pode ser um pouco menor por causa disso?

JOHN ZIMMER: Não, eu não aceito isso. Temos melhores parcerias. E, eu diria que uma equipe melhor está executando em nosso próprio sistema de autodefesa. Então, eu não concordo

GELADO SELVAGEM: Justo.

JOHN ZIMMER: –com isso.

GELADO SELVAGEM: Justo. Estávamos conversando sobre como nenhum dos meus amigos em casa sequer ouviu falar em Lyft. Você teme, por causa de sua primeira estratégia focada, que, se e quando você se expandir geograficamente, você perdeu – um pouco da – pista inicial como era porque não tem o reconhecimento da marca?

JOHN ZIMMER: Sim, quero dizer, da maneira como crescemos, o Uber havia lançado antes de nós. Eles lançaram com um produto diferente, o carro preto. Mas, você sabe, sete anos atrás, quando estávamos lançando, todos nos fizeram essa pergunta. E agora temos um histórico de mais de 30% de participação de mercado. Quando as pessoas disseram: “Você nunca vai sobreviver neste mercado”. Então, é assim que crescemos. É algo que podemos executar se – se decidirmos internacionalizar.

WILFRED FROST: Quanto de um se é contra um quando?

JOHN ZIMMER: É um verdadeiro se. Mas, você sabe, mercado por mercado, lançamos o Canadá. Então, nós temos EUA e Canadá. Ao lançar o Canadá, acho que nos dá um tipo de plataforma de produtos para que possamos fazer moedas e outros idiomas. Mas penso nisso mais como uma opção de compra. Estamos focados na América do Norte agora. E tomaremos a decisão no futuro.

WILFRED FROST: Quero falar sobre a lei AB 5 na Califórnia. Vi em uma das anotações do analista que 91% dos seus motoristas na Califórnia dirigem menos de 20 horas por semana, 76% menos que dez horas por semana. Então, essa nova lei é ruim para esses motoristas, mesmo que possa ser boa para alguns de seus motoristas mais permanentes?

JOHN ZIMMER: Sim, é o que ouvimos desses motoristas. Quero dizer, também temos um – apenas 1% dos motoristas dirigem mais de 40 horas por semana. Então, acho que estamos lidando com o fato de que a maneira como o direito do trabalho foi escrito historicamente nos Estados Unidos é que você tem certas proteções que são boas para os trabalhadores que se aplicam apenas à categoria de emprego. Assim, proteção contra discriminação, proteção salarial, coisas assim que não se aplicam a contratados independentes.

Eles deviam. E assim, como criamos uma nova categoria de transporte, minha convicção é que poderemos criar novas proteções, mantendo a flexibilidade dos motoristas. Se você forçar todos os motoristas a entrar no tipo de categoria de emprego, esses motoristas que estão usando isso para obter renda suplementar provavelmente não poderão usar a plataforma, pois precisaríamos avançar mais em direção a um modelo de turno. Então, acredito que há uma abordagem equilibrada com a qual estamos conversando com os legisladores que acabará por se concretizar.

WILFRED FROST: Então, essa lei é míope?

JOHN ZIMMER: Eu não acho que seja benéfico comentar especificamente sobre essa lei. Eu acho que uma solução melhor é possível.

WILFRED FROST: E o Uber – uma história hoje, diz, eles estão considerando lançar gravações de áudio de sua unidade – de suas rotas. Isso é algo que você considera também?

JOHN ZIMMER: Nós iremos. Absolutamente, veremos tudo – todas as diferentes medidas de segurança. Fomos os primeiros nos primeiros dias a instituirmos uma verificação de antecedentes criminais, uma verificação de registros de condução. Fazemos verificações contínuas de antecedentes. Por isso, estamos sempre buscando inovar em torno da segurança.

FROST SELVAGEM: Notei recentemente que aplicativos de entrega de alimentos como o GrubHub estão claramente lutando. Ultimamente, o preço das suas ações entrou em colapso, uma concorrência muito intensa. Quão baixo deve ser o preço para uma empresa como essa para você considerar comprá-lo? Sei que você queria se concentrar agora, mas se os preços ficarem muito baratos?

JOHN ZIMMER: Não estou interessado. Nós – estamos focados no transporte ao consumidor. Talvez esse mercado tenha um mercado interessante. Os alimentos podem ter um mercado interessante em algum momento no futuro. Mas para nós, é extremamente diferente. Você sabe, e se faz parte da carteira de transporte de alguém, estamos interessados ​​nela. Se estiver dentro do caso de uso de transporte do consumidor, estamos interessados ​​nele. Fora isso, vamos ficar muito focados. E achamos que está valendo a pena.

FROST SELVAGEM: Minha pergunta final, John, estava relacionada a onde o preço das ações está agora. Eu sei que a longo prazo é como você será julgado – em oposição a curto prazo. Mas – mas, considerando todas as tensões que vimos com o exemplo particular de – do WeWork, você se sente culpado de alguma maneira da maneira como vendeu a empresa e – e o preço das ações agora está baixo por alguns desses investidores que o comprou no primeiro dia?

JOHN ZIMMER: Veja bem, eu me importo profundamente com cada investidor. Ao longo de nossa história – ganhamos – muitos investidores – muito dinheiro. Eu me preocupo com nossos funcionários que, você sabe, têm empregos de nós, que têm – em alguns países vêm ações de nós. Então, sinto uma quantidade profunda de responsabilidade. Sinto que o estoque está subvalorizado. E isso – tivemos três perguntas de superar as expectativas. Sim, com o tempo as pessoas vão nos ver colocar mais números. E vai se resolver.

FROST SELVAGEM: John, muito obrigado pelo seu tempo. Eu realmente gostei disso.

JOHN ZIMMER: Obrigado.

Artigos Relacionados

Back to top button