O Bentley EXP 100 GT √© uma vis√£o inesperadamente real de …

O Bentley EXP 100 GT é uma visão inesperadamente real de ...

Quando você comemora 100 anos, e se você é Bentley, significa um conceito de carro elétrico tão luxuoso quanto tecnologicamente promissor. Apresentado hoje na fábrica de Crewe na montadora, o Bentley EXP 100 GT é a visão da empresa sobre o que será a mobilidade de luxo em 2035, em uma idade que o fundador da empresa que WO Bentley dificilmente poderia imaginar.

Ao longo do caminho, o carro verifica alguns dos itens essenciais dos conceitos modernos: eletrifica√ß√£o, dire√ß√£o aut√īnoma, intelig√™ncia artificial e servi√ßos compartilhados. Sem surpresa, por√©m, ele faz isso de uma maneira distinta … Bentley.

Bentley cl√°ssico, totalmente moderno

O Bentley Continental √© sem d√ļvida o carro que melhor define a montadora. Um Grand Tourer destinado a viagens de longa dist√Ęncia sem esfor√ßo, √© o ep√≠tome do poder, luxo e artesanato. Agora, no EXP 100 GT, ele possui um descendente de alta tecnologia.

O que não é isso é uma visão do futuro em que os carros se aposentam em segundo plano. O EXP 100 GT não é nada menos que dramático: grandes portas com mais de um metro e meio de comprimento, que se abrem e se erguem como asas de vespas; cobre e alumínio cintilantes; e uma grade animada e mascote iluminada. Bentley ainda joga em uma tela OLED 3D na parte de trás.

Você não poderia confundi-lo com outra coisa senão um Bentley, certamente. A grade é sobreposta por faróis redondos, que lembram o Bentley Blower, enquanto os quadris musculosos na parte traseira são um tema visual iniciado pelo R-Type Continental e presente hoje no Continental GT.

Tamb√©m tem presen√ßa. Em parte, a escala √© simples: com 19 p√©s de comprimento e quase 8 p√©s de largura, este n√£o √© um carro pequeno. Mesmo sem um ve√≠culo de produ√ß√£o ao lado para dar algum tamanho ao contexto, √© √≥bvio que os projetistas do EXT 100 GT seguiram o caminho “quanto maior, melhor”. No entanto, tamb√©m est√° detalhando como a pintura, uma nova cor que a Bentley apelidou de “Compass”, que usa um pigmento feito de cinza de casca de arroz, um subproduto da ind√ļstria do arroz.

A ilumina√ß√£o desempenha um papel fundamental. A grade da matriz e o mascote do Flying B iluminam e animam √† medida que voc√™ se aproxima, ondas de luz inundando-as e subindo ao longo da coluna central do cap√ī e na cabine. Na parte traseira, o painel OLED 3D √© combinado com as l√Ęmpadas.

Luxo sustent√°vel

A Bentley diz que projetou o EXP 100 GT de dentro para fora, sua cabine tanto como uma carta de amor para as capacidades de seus artesãos quanto uma vitrine de seus talentos. Há madeira, couro e metal, é claro, mas construídos de maneiras novas e interessantes e provenientes de fontes sustentáveis.

O couro Bridge of Weir, por exemplo, √© origin√°rio da Esc√≥cia e possui acabamento Super Natural; fica ao lado de um material semelhante a couro de base biol√≥gica desenvolvido para a Bentley, no entanto, feito a partir de subprodutos da produ√ß√£o de vinho. Eles s√£o bordados com um padr√£o especial da Hand and Lock, uma empresa brit√Ęnica que utiliza t√©cnicas que datam de 1767, que os ajudam a fluir perfeitamente para a madeira.

Essa madeira é Riverwood com infusão de cobre, proveniente de árvores naturalmente caídas que foram preservadas por 5.000 anos em turfeiras, lagos e rios. Colhida de forma sustentável, é originária do The Fenland Black Oak Project. Anteriormente, Brett Boydell, chefe de design de interiores, explicou-me que a madeira estava sendo queimada depois de desenterrada. No entanto, a equipe da Bentley reconheceu suas principais qualidades Рé excepcionalmente densa, por exemplo, e pode ser facilmente esculpida e usada de formas estruturais, como nos assentos Рe praticamente todas as peças utilizáveis.

Um teto de vidro √© embutido com prismas que podem coletar luz e depois pass√°-lo para a cabine via fibra √≥tica. Enquanto isso, a ilumina√ß√£o ambiente √© acompanhada pelo mapeamento da proje√ß√£o nos pain√©is de acabamento, como as portas. O Bentley Personal Assistant √© incorporado por um peda√ßo de cristal iluminado embutido no painel, com se√ß√Ķes cortadas √† m√£o que supostamente lembram o disparo de neur√īnios.

Bentley Personal Assistant

A IA da Bentley √© um mordomo e motorista digital para 2035, projetado para aprender com as necessidades do passageiro e evit√°-las o m√°ximo poss√≠vel. Ele pode ajustar a posi√ß√£o do assento automaticamente, por exemplo, reagindo √† maneira como algu√©m est√° sentado ou se o EXP 100 GT est√° sendo conduzido ou no modo aut√īnomo. A detec√ß√£o biom√©trica inclui movimento dos olhos e da cabe√ßa, al√©m da press√£o sangu√≠nea.

Gestos com as m√£os podem ser usados ‚Äč‚Äčpara controlar a IA e alternar entre cinco modos diferentes do Grand Tourer. O aprimoramento, por exemplo, promete trazer qualidades do exterior – como luz, som e at√© cheiro e qualidade do ar – para o EXP 100 GT, obscurecendo as linhas entre cup√™ e convers√≠vel. Cocoon segue o caminho oposto, tornando o vidro opaco e criando um espa√ßo protetor filtrado do lado de fora.

As entradas de ar ondulantes respiram ar purificado, enquanto o Bentley Personal Assistant rastreia m√©tricas como n√≠veis de CO2 na cabine. Se o cheiro do lado de fora n√£o for suficientemente sedutor, h√° uma fragr√Ęncia especial para o carro, criada em 12.29, com notas de s√Ęndalo e musgo fresco.

O Capture registra os principais eventos de dentro e de fora do carro, construindo um diário de viagem da história do EXP 100 GT. Re-Live, em seguida, repete esses destaques. Por fim, há o Customize, que permite que diferentes elementos dos outros quatro modos sejam tecidos pelo proprietário.

Quanto aos controles, h√° uma combina√ß√£o de bot√Ķes e mostradores f√≠sicos t√°teis e pain√©is digitais flex√≠veis. O painel rotativo √© fresado em cobre e alum√≠nio, enquanto pain√©is OLED transparentes est√£o embutidos nas portas. H√° uma grande tela de entretenimento na frente, destinada a exibir filmes e outros conte√ļdos enquanto o EXP 100 GT est√° rodando sozinho.

Totalmente elétrico, totalmente envolvente

O EXP 100 GT pode ser um conceito, mas isso não quer dizer que a visão de eletrificação da Bentley também não seja um trabalho em andamento para carros de produção. Recentemente, dirigimos o primeiro híbrido da história da Bentley, por exemplo, o 2020 Bentayga Hybrid. Até o final de 2023, diz a montadora, todos os carros de sua linha terão uma versão eletrificada de algum tipo.

As coisas ficar√£o ainda mais interessantes em 2025. Esse √© o ponto pelo qual a montadora brit√Ęnica promete que seu primeiro ve√≠culo totalmente el√©trico ser√° revelado.

Esse carro poderia fazer pior do que emprestar o trem de for√ßa do EXP 100 GT. Capaz de 435 milhas com uma √ļnica carga, as baterias alimentam quatro motores: um para cada roda. 0-60 mph chega em menos de 2,5 segundos, e o EV continuar√° at√© 186 mph. Nada mal para algo que pesa cerca de 4.200 libras.

Dedicar um motor a cada roda paga alguns dividendos significativos. Para começar, significa todo o torque do trem a vapor de um Bentley, com o EXP 100 GT reunindo 1.106 lb-ft no total. No entanto, também permite que a montadora faça a vetorização de torque total, mudando a potência de frente para trás e de um lado para o outro, dependendo da tração e da agressividade em que você faz uma curva.

Isso sup√Ķe que voc√™ esteja dirigindo, mente. O EXP 100 GT tamb√©m oferece um modo aut√īnomo, o Bentley Personal Assistant se tornando seu motorista. Suas rotas n√£o apenas levam voc√™ de A a B, mas incluem sugest√Ķes de experi√™ncias ao longo do caminho.

Um carro que se transforma e evolui

Alguns dos recursos do Bentley EXP 100 GT s√£o mais futuristas do que outros. O Active Aero Wheels, por exemplo, pode se transformar em formas adequadas √† m√°xima efici√™ncia ou para aumentar o desempenho. Eles s√£o cal√ßados com pneus inteligentes que podem adaptar suas √°reas de contato com a estrada com base nas condi√ß√Ķes clim√°ticas ou no modo de condu√ß√£o.

Enquanto isso, no centro da cabine, existe um sistema de cartuchos, que √© parte do que a Bentley considera um potencial servi√ßo de assinatura de luxo. Al√©m de um filtro de √°gua purificado e copos de cristal, existe um sistema no qual diferentes cartuchos podem ser carregados de uma √°rea de armazenamento sob o cap√ī. Isso pode ser qualquer coisa, desde uma caixa bento especial at√© lembran√ßas de uma determinada viagem.

Até os assentos podem mudar, dependendo de como você deseja usar o seu grand tourer. No modo de dois lugares, os bancos dianteiros recuam e dobram nas espreguiçadeiras, o volante se retrai para a antepara dianteira enquanto a IA lida com rotas mais monótonas. Como alternativa, os bancos podem puxar para a frente e revelar duas cadeiras traseiras, dando ao EXP 100 GT espaço para quatro.

Mais 100 anos de Bentley

Provavelmente não é preciso dizer que a montadora não tem planos atuais para construir uma versão de produção do EXP 100 GT. Por mais tentador que seja ver o conceito como um modelo para um Continental GT de próxima geração, é realmente mais uma visualização de alguns dos temas que a montadora espera que seja importante nas próximas décadas. Sem mencionar uma justificativa do motivo pelo qual empresas de carros de luxo como a Bentley ainda serão importantes e relevantes nos próximos anos sem motoristas.

A chave para isso √© o engajamento. “O Bentley EXP 100 GT representa o tipo de carro que queremos fabricar no futuro”, diz Stefan Sielaff, diretor de design da montadora, sobre o conceito. ‚ÄúComo os Bentleys ic√īnicos do passado, este carro se conecta √†s emo√ß√Ķes dos passageiros e os ajuda a experimentar e salvaguardar as mem√≥rias das viagens realmente extraordin√°rias que eles fazem.‚ÄĚ

O que n√£o √©, no entanto, √© um puro v√īo de fantasia. “Quase tudo no carro tem um roteiro de produ√ß√£o”, diz Brett, chefe de design de interiores. ‚ÄúA realidade √© que tudo teve um roteiro desenvolvido. Agora, algumas dessas coisas est√£o dando mais alguns saltos na tecnologia … e outras s√£o na verdade mais sobre amanh√£, e j√° temos programas de desenvolvimento para elas. ‚ÄĚ

Por exemplo, Boydell aponta para os assentos adapt√°veis ‚Äč‚Äčque ajustam suas se√ß√Ķes m√ļltiplas para apoiar dinamicamente o ocupante. ‚ÄúPortanto, a tecnologia que mostramos nos assentos, onde temos tecnologia de c√©lula individual que se adapta a toda a sua forma, √© algo que estamos desenvolvendo‚ÄĚ, explica ele. “Portanto, isso est√° literalmente em um roteiro em que estamos trabalhando agora.”

Boydell destaca que a realidade é que, embora 2035 ainda pareça uma saída, em termos automotivos, são apenas dois ciclos de carros. Essa cadência para o EXP 100 GT foi muito intencionalmente selecionada: embora o roteiro para toda a tecnologia demonstrada possa não culminar ao mesmo tempo, a Bentley está mais confiante do que a maioria das montadoras que apresentam conceitos tendem a ser o que vemos aqui é realizável. Nada mal para uma empresa rica em luxo clássico e uma visão da Bentley que parece mais à frente do que para trás.

0 Shares