O Amazon Alexa não tem opção para parar de gravar comandos

O Amazon Alexa não tem opção para parar de gravar comandos

Alto-falantes inteligentes e seus primos displays inteligentes e termostatos inteligentes são os novos queridinhos do mercado de tecnologia de consumo. A conveniência e, às vezes, o entretenimento fornecido por esses produtos e serviços parecem superar as preocupações de privacidade na mente dos usuários. Muitos simplesmente aceitam que as empresas precisam deles para melhorar seus serviços e presumem que as empresas protegerão sua privacidade. Nem sempre é esse o caso e, graças a uma série de relatórios de várias fontes de notícias, o Alexa da Amazon pode ser o pior infrator.

Aqui estão os fatos que a própria Amazon está disposta a confirmar. O Alexa, por meio do Echo ou de alto-falantes de terceiros, grava áudio, mas a Amazon insiste que isso acontece apenas quando ouve a palavra de alerta (geralmente “Alexa”). Também confirma que essas gravações são mantidas e processadas para melhorar o serviço. Infelizmente, esse não é o fim da história, como aponta o relatório do Washington Post.

Por um lado, cita a recente revelação de que essas gravações são, de fato, ouvidas por “auditores” humanos, algo que a empresa não divulgou completamente antes. A Amazon insiste que é preciso muito cuidado para proteger a privacidade e o anonimato dessas gravações, mas os relatórios de acompanhamento indicam que nem sempre é esse o caso. Acrescente isso ao fato de que o Alexa interpreta frases e palavras como o gatilho, e você tem uma receita para um pesadelo de privacidade embaraçoso.

Geoffrey Fowler, do Post, aponta outro problema no sistema da Amazon. Não oferece aos usuários a opção de impedir o Alexa de salvar esses clipes de áudio em primeiro lugar. Ele tem a opção de excluir seu histórico de atividades, mas apenas se você souber onde procurar e lembre-se de excluí-lo regularmente. Caso contrário, o Alexa sempre gravará suas declarações e as enviará a estranhos.

A Amazon e outras empresas que fornecem serviços semelhantes argumentariam que precisam desses dados para melhorar sua IA, o que é tecnicamente verdadeiro. O Google, no entanto, surpreendentemente fornece uma opção para não salvar esses comandos depois que eles foram processados ​​e usados. A Apple, por outro lado, não parece interessada nesses dados e simplesmente permite que alto-falantes e iPhones inteligentes se comuniquem diretamente entre si. Por outro lado, isso poderia explicar por que a Siri não é considerada altamente inteligente como Alexa ou Google Assistant nesse aspecto.

0 Shares