No Peru, arqueólogos descobriram misteriosas estátuas de madeira preta

No centro de uma antiga cidadela peruana, os arqueólogos descobriram uma passagem de trinta e três metros contendo vinte misteriosas estátuas de madeira preta, com oitocentos anos de idade. Essas figuras foram encontradas nas ruínas da antiga cidade de Chan Chan, o maior sítio pré-colombiano da América. Fazem fronteira com um corredor que provavelmente conduz a um pátio cerimonial no complexo murado. “Utz An”.

As paredes da passagem foram decoradas com um espetacular afresco em relevo de barro, dominado por padrões de ondas e paisagens que representam redes de pesca e rolos. Houve também a representação de um “animal lunar” felino, um símbolo importante nas culturas costeiras pré-colombianas.

Estatueta Peru

“É uma descoberta muito importante pela idade e pela qualidade da decoração”deu as boas-vindas ao Ministro da Cultura, visitando o local.

Estatuetas de madeira de mil anos

Cada figura representa um personagem antropomórfico distinto e tem setenta centímetros de altura. Esses ídolos misteriosos têm uma máscara de barro bege e carregam um cetro com um objeto circular, como um escudo, nas costas. Os arqueólogos acreditam que essas figuras alinhadas em alcovas especiais que revestem as paredes são “guardiões”de acordo com a crença dos Antigos.

Essas estatuetas, todas em bom estado, exceto uma, foram desenterradas na antiga capital do Império Chimu, localizada perto da moderna cidade de Trujillo, ao norte de Lima. O Grand Chimu é um dos dez palácios fortificados da cidade, visitado todos os anos por milhares de turistas de todo o mundo.

Segundo a ministra da Cultura, Patrícia Balbuena, em entrevista coletiva: “estas descobertas poderiam pertencer à fase intermediária de Chan Chan, entre mil cento e mil e trezentos, e estaríamos falando das esculturas mais antigas conhecidas neste local”. “Seriam as esculturas mais antigas conhecidas até hoje em Chan Chan”disse o arqueólogo Arturo Paredes, que lidera as escavações.

Um site de pesquisa que interessa a muitos

O Império Chimu era a maior cidade da América pré-colombiana. Teve seu auge entre 900 a 1470 no norte do Peru, mas foi derrotado e incorporado ao Império Inca. A partir desse momento a cidade caiu em ruínas. Na época, Chan Chan, que significa “Sol brilhante”tinha trinta mil habitantes com dez fortalezas e palácios fortificados.

O local está agora listado como Patrimônio Mundial da UNESCO. Atualmente, mais de quinhentas pessoas, incluindo cinquenta arqueólogos, trabalham lá como parte de vários projetos de pesquisa.

Artigos Relacionados

Back to top button