No celular, PUBG está à frente de Fortnite em termos de lucros graças à sua versão chinesa censurada

A China é um país censor e não hesita em aplicar suas leis à indústria de videogames. Muitos jogos passam por uma comissão que autoriza lançamentos, censurados ou não. E PUBG Mobile não escapou das medidas do governo chinês que decidiu por uma revisão completa do título para corresponder aos ideais do país. E se o jogo agora se chama Jogo da Paz do lado do Império Médio, ele permanece na realidade PUBG Mobile e terá trazido, segundo a Sensor Tower, muito mais dinheiro do que… Fortnite. Ou o Battle Royale número um na indústria com milhões de jogadores.

Basta dizer que o impulso do Game of Peace terá sido sentido do lado dos lucros gerados pelo PUBG Mobile.

Em um único mês, a versão do PUBG Mobile Game of Peace terá arrecadado 70 milhões de dólares, apenas isso!

PUBG Mobile domina Fortnite em termos de receita gerada

Surpresa: Fortnite pode ter um sucesso maior e popularidade número um no mercado de Battle Royale, mas na verdade é o PUBG que gera mais dinheiro! Somente em maio de 2019, o jogo desenvolvido pela Bluehole e publicado pela Tencent, uma empresa chinesa, terá arrecadado 146 milhões de dólares. Isso representa um aumento de 126% entre abril e maio.

Desses 146 milhões, nada menos que 70 milhões vêm do Jogo da Paz. Um redesenho chinês de PUBG Mobile que é efetivamente o mesmo jogo, mas… censurado para corresponder aos ideais do Reino do Meio. Parece, portanto, que esta versão agrada aos jogadores apesar de uma modificação completa do ponto de vista estético – a jogabilidade permanece a mesma! Entre as mudanças entre PUBG Mobile e Game of Peace, a violência estaria bem menos presente enquanto os personagens… não morrem mais!

Quanto ao Fortnite no celular, a Epic Games terá gerado “apenas” US$ 43,3 milhões para este mês de maio. Uma pontuação bem abaixo do PUBG que, mesmo que seja menos falado, continua sendo uma grande mina financeira para a Bluehole. E a censura terá finalmente ajudado o jogo a gerar mais dinheiro do que antes: irônico!

Artigos Relacionados

Back to top button