Netflix ganha centro de produção permanente em estúdio icônico do Reino Unido

A Netflix montou um novo centro de produção no Reino Unido no icônico Shepperton Studios, confirmou a empresa na quarta-feira. O novo destino se une ao centro de produção existente da Netflix em Madri, na Espanha, e o que foi anunciado em Nova York no início deste ano. A medida visa aumentar o trabalho de produção de televisão e cinema da empresa de streaming no Reino Unido.

Leia: Netflix lança centro de produção no Brooklyn

O estúdio de cinema Shepperton Studios faz parte do Pinewood Studios Group; está localizado em Surrey, relativamente perto do popular aeroporto de Heathrow, e foi usado na produção de vários filmes notáveis, sendo os exemplos mais recentes e anteriores, incluindo o primeiro e o de 1979.

A Netflix confirmou que estará usando seu novo centro de produção no Reino Unido para seus trabalhos originais, o primeiro sendo um filme chamado estrelado por Charlize Theron. O diretor de conteúdo da Netflix, Ted Sarandos, disse em comunicado:

Shepperton é sinônimo de filme de classe mundial há quase um século e é hoje um importante centro de produção para a comunidade criativa do Reino Unido. Estamos incrivelmente orgulhosos de fazer parte dessa herança. Esse investimento garantirá que criadores e produtores britânicos tenham instalações de produção de primeira linha e um cenário mundial para seu trabalho.

A Netflix já produziu uma série de obras originais no Reino Unido, uma sendo produzida nos Elstree Studios do Reino Unido. De acordo com, a Netflix terá uma base de produção permanente no estúdio, garantindo que não sofrerá atrasos futuros em seus planos de conteúdo relacionados à competição pelo espaço de estúdio no Reino Unido.

A mudança é uma ótima notícia para a indústria de cinema e televisão do Reino Unido e segue relatos anteriores que vazaram o plano da Netflix de conseguir uma vaga em Shepperton. Dizia-se que a mudança nos negócios era improvável devido ao acordo existente da Disney com o Pinewood Studios Group até 2029, mas isso aparentemente não é um problema no futuro.

Artigos Relacionados

Back to top button