Nave espacial solar LightSail 2 comprova viabilidade de ‘vôo pela luz’

A Planetary Society anunciou que sua espaçonave solar LightSail 2 conseguiu elevar sua órbita usando apenas energia solar, demonstrando com sucesso que o vôo movido a luz é uma opção viável para o CubeSats. O marco segue o desenrolar da vela solar do LightSail 2 na semana passada, que se seguiu ao lançamento da sonda no final de junho.

LightSail 2 é uma nave espacial movida a energia solar, com várias baterias a bordo e uma vela solar prateada. A embarcação foi lançada com a intenção de demonstrar que a energia solar é uma opção viável para alimentar o CubeSats, algo que a equipe realizou com sucesso, anunciou a Sociedade Planetária na terça-feira.

A equipe do LightSail 2 confirmou que, nos últimos quatro dias, a sonda aumentou o ponto alto de sua órbita em cerca de 1,9 km, a mesma mudança de distância associada ao ponto mais baixo de sua órbita. A Planetary Society diz que as mudanças são consistentes com o que a equipe esperava da sonda, devido aos efeitos do arrasto atmosférico.

O cientista chefe da Sociedade Planetária e gerente do programa LightSail, Bruce Betts, disse:

Estamos entusiasmados em anunciar o sucesso da missão do LightSail 2. Nosso critério era demonstrar a navegação solar controlada em um CubeSat alterando a órbita da espaçonave usando apenas a pressão da luz do Sol, algo que nunca havia sido feito antes. Estou muito orgulhoso desse time. Tem sido um longo caminho e nós fizemos isso.

A partir de agora, o LightSail é a primeira e única espaçonave a usar a navegação solar como meio de propulsão ao redor da Terra. Recentemente, o navio enviou várias imagens de sua vela de prata de volta à Terra, incluindo uma que a mostrava emoldurada pelo belo planeta. A órbita do LightSail 2 continuará a aumentar ao longo do próximo mês, antes que o arrasto atmosférico se torne demais para a pequena espaçonave.

Artigos Relacionados

Back to top button