NASA se despede do Telescópio Espacial Spitzer após 16 anos

A NASA usa o Telescópio Espacial Spitzer para estudar os céus há mais de uma década e meia. A agência espacial está pronta para se aposentar do Spitzer e está comemorando a bem-sucedida missão de 16 anos do telescópio. Um programa ao vivo será realizado às 10h PST quarta-feira, 22 de janeiro, para comemorar o Spitzer.

O evento será transmitido ao vivo pela NASA Television, Facebook Live, Ustream, YouTube, Twitter e pelo site da NASA. O programa contará com especialistas no programa Spitzer, e o público poderá fazer perguntas via Twitter usando a hashtag #askNASA ou na seção de comentários da página do Facebook da NASA e do YouTube.

Spitzer é um dos quatro grandes observatórios que a NASA usou para estudar todos os tipos de objetos celestes. O telescópio espacial foi lançado em 25 de agosto de 2003 e estudou o cosmos na luz infravermelha desde o lançamento. Spitzer foi usado para fazer alguns dos primeiros estudos de atmosferas de exoplanetas.

Também foi usado para confirmar dois exoplanetas e descobriu cinco dos sete exoplanetas do tamanho da Terra que estão ao redor do TRAPPIST-1. O Spitzer será desativado na quinta-feira, 30 de janeiro. Não está claro exatamente o que implica o processo de desativação. As operações espaciais do Spitzer são realizadas no Lockheed Martin Space, em Littleton, Colorado.

O JPL gerencia a missão Spitzer em Washington. As operações científicas são gerenciadas pelo Spitzer Science Center em Caltech, em Pasadena. O arquivamento de dados está no Infrared Science Archive, localizado no IPAC em Caltech. É triste ver uma ferramenta científica tão útil desativada, mas a NASA tem novas missões esperando nos bastidores.

Artigos Relacionados

Back to top button