NASA revela toda a superfície de Bennu no primeiro mapa global de alta resolução

A NASA deu ao público seu primeiro olhar de alta resolução na superfície global do asteróide Bennu. Os detalhes são revelados em um mapa global recém-publicado do asteróide, atualmente o foco da missão espacial OSIRIS-REx da NASA. Como vimos em imagens compartilhadas anteriormente, o asteróide tem uma superfície muito rochosa cheia de pedras grandes, o que foi uma complicação inesperada para a missão OSIRIS-REx.

Bennu é um asteróide relativamente próximo da Terra, fazendo sua aproximação mais próxima ao nosso planeta a cada seis anos. O diâmetro do asteróide é de cerca de 1.600 pés, o que o torna o tamanho certo para pousar uma espaçonave – não está girando muito rápido, o que é um problema com asteróides com diâmetros de 650 pés.

A NASA escolheu o asteróide para sua missão OSIRIS-REx, não apenas por sua acessibilidade, mas também por sua idade. A agência espacial descreve Bennu como um “fragmento” da formação de nosso sistema solar, que pode até ter pedaços de minerais mais antigos que o sistema solar. A natureza bem preservada desse asteróide significa que uma coleta de amostras bem-sucedida fornecerá aos pesquisadores um pouco de história não contaminada.

Desde a chegada da sonda ao asteróide, a NASA entregou ao público imagens cada vez mais claras e de alta resolução da rocha espacial, além de várias renderizações em 4K do asteróide. A agência espacial está de volta esta semana com um novo visual do Bennu – um mapa global de alta resolução que mostra todas as partes de sua superfície.

Segundo a NASA, o novo mapa é feito a partir de uma série de imagens capturadas pela missão OSIRIS-REx de 7 de março a 19 de abril de 2019. Cada pixel representa 2 polegadas da superfície do asteróide e cada imagem – todas as 2.155 delas – foram capturado a distâncias que variam de 3 km a 3,1 milhas. O público pode visualizar e baixar a versão em alta resolução do mapa global no site da NASA aqui.

Artigos Relacionados

Back to top button