NASA LRO vê o local de impacto da sonda Beresheet na Lua

O Lunar Reconnaissance Orbiter (LRO) da NASA tirou várias fotos do local de impacto da sonda israelense Beresheet na superfície da Lua. As imagens foram capturadas no final de abril e publicadas pela agência espacial na quarta-feira, oferecendo duas perspectivas diferentes do acidente lunar robótico. A NASA diz que existem várias evidências que mostram que a cratera capturada foi criada por atividade humana, e não meteoróide.

Leia: Beresheet 2.0: Outra tentativa de pouso na lua de Israel em andamento

A sonda Beresheet foi lançada em 22 de fevereiro e quase atingiu seu pouso na Lua, apesar de ter sofrido um erro técnico que causou o acidente na superfície lunar. O local de descanso final do pousador foi espionado pela NASA LRO em 22 de abril; uma imagem capturada nessa data é contrastada no GIF abaixo com uma imagem capturada do mesmo local no final de 2016.

Segundo a NASA, as condições de iluminação na imagem de 2016 foram semelhantes às condições visíveis na foto de 22 de abril. A mudança óbvia centralizada no GIF mostra a zona de impacto geral onde o lander caiu.

A sonda caiu em uma parte da Lua chamada Mar da Serenidade, de acordo com a NASA. A imagem foi capturada cerca de 90 quilômetros acima da superfície lunar – a mancha escura é a superfície que foi ‘áspera’ pelo acidente, resultando em menos reflexo do que a paisagem lisa ao redor.

A “cauda” do site é consistente com a direção em que a sonda se aproximou da superfície lunar, entre outras evidências de que estamos vendo o local do acidente e não um impacto causado por um meteoro. De acordo com a NASA, a câmera não conseguiu capturar uma imagem suficientemente próxima para determinar se uma cratera ou um pequeno recuo foi criado.

Artigos Relacionados

Back to top button