NASA comprará assentos na Soyuz russa até 2020 para a ISS …

A NASA usa o veículo russo Soyuz para viagens à Estação Espacial Internacional desde 2011, mas está trabalhando para mudar isso com seu programa de tripulação comercial. Apesar do progresso, um painel de segurança publicou um relatório no ano passado, apontando para atrasos no programa, alertando que a NASA precisava de um plano de contingência para evitar interrupções nas operações da ISS. A solução é a espaçonave russa Soyuz.

Leia: Atrasos da Boeing e da SpaceX têm a NASA lutando pelo plano de contingência da tripulação

A NASA pretende abandonar sua dependência da Soyuz com o programa de tripulação comercial. Tanto a Boeing quanto a SpaceX estão trabalhando como contratadas pelo programa, mas repetidos atrasos colocaram a NASA em uma situação difícil.

Em um relatório no verão passado, um painel consultivo alertou que a NASA deveria trabalhar para garantir que o acesso à ISS fosse mantido mesmo diante de atrasos adicionais.

A agência espacial está atualmente contratada para usar a aeronave da Soyuz até julho de 2019, mas isso mudará em breve. A agência espacial publicou um contrato indicando que comprará assentos adicionais no veículo da Soyuz até 2019 e 2020, para garantir um acesso ininterrupto à Estação Espacial Internacional.

O contrato cobrirá dois assentos da Soyuz, um para uso no próximo outono e outro para uso na primavera de 2020. A NASA aponta para atrasos passados ​​e futuros previstos com seus contratantes de tripulação comercial como a razão de sua decisão.

“As consequências de nenhuma tripulação dos EUA na ISS justificam proteção ao adquirir assentos adicionais”, explicou a agência espacial. “A ausência de tripulantes americanos a qualquer momento reduziria as operações da ISS para um estado inoperável.”

A NASA descreve os assentos contratados como um “backup” que fornecerá à agência espacial flexibilidade em relação à sua missão da ISS. Ao adquirir esses assentos, a NASA diz que não precisará exercer “pressão desnecessária de horário” sobre os fornecedores de tripulação comercial dos EUA, garantindo que as necessidades de transporte da agência espacial sejam atendidas.

Se esses assentos não forem comprados, a NASA avisa que a presença do USOS na ISS terminará em dezembro deste ano. Com este contrato, supondo que esteja realmente finalizado, a NASA teria presença garantida na ISS até setembro de 2020.

Artigos Relacionados

Back to top button