NASA adverte, viagens aéreas regulares apresentam riscos

O avião é o meio de transporte mais seguro, nos dizem. Não muito, aparentemente, de acordo com os resultados de um novo estudo publicado por cientistas da NASA sobre os efeitos da radiação cósmica em nossa atmosfera.

O estudo revela potenciais riscos de radiação que ameaçam a tripulação e os passageiros das aeronaves.

Avião Daesh

Partículas de radiação acima dos planos

Quando você se senta em um avião, voando 11 km acima do solo, você está bem acima das nuvens, dos pássaros, mas também de grande parte da atmosfera. Mas não pense que esta área está vazia, porque logo acima de você, partículas de alta energia, chamadas raios cósmicos, estão vindo direto do espaço. Essas partículas que se movem em alta velocidade quebram em moléculas na atmosfera, causando uma reação em cadeia de desintegração de partículas.

Na Terra, estamos muito bem protegidos dessa radiação, mas na fina atmosfera da estratosfera, por outro lado, essas partículas podem afetar humanos e eletrônicos. Se você pudesse ver as partículas da janela do avião, notaria que elas se aglomeram em uma região acima do avião. A densidade da atmosfera faz com que o decaimento ocorra principalmente a uma altura de cerca de 18 km, criando uma camada concentrada de partículas de radiação.

Riscos para a saúde das tripulações e passageiros das aeronaves

A radiação na atmosfera pode ser medida de duas maneiras: pela quantidade presente ou pelo quanto ela pode prejudicar os tecidos biológicos. É esta última medida que é utilizada como padrão para quantificar os riscos para a saúde. Essa quantidade é muito difícil de medir, pois requer o conhecimento tanto do tipo quanto da energia da partícula que causa a radiação, e não simplesmente do número de partículas presentes.

Uma coisa é certa, é que essas partículas podem ter efeitos nocivos à saúde humana. De fato, a radiação cósmica quebra o DNA e produz radicais livres, que podem alterar as funções celulares.

Devido ao tempo que passam na atmosfera superior da Terra, as tripulações de aviões e também os passageiros regulares estão expostos a quase o dobro dos níveis de radiação dos indivíduos no solo, nos diz a NASA. Não muito reconfortante!

Artigos Relacionados

Back to top button