NASA acaba de escolher as duas empresas que vão fabricar seus novos trajes espaciais

o NASA acaba de dar mais um passo em sua busca trazer seus astronautas de volta à lua. A agência espacial americana acaba de escolher as empresas que vão desenvolver seus trajes espaciais de última geração. São dois em número, Espaço Axioma e Collins Aeroespacial. Os novos trajes serão usados ​​para caminhadas espaciais fora da Estação Espacial Internacional e para Exploração da superfície lunar como parte do programa Artemis.

Esta escolha, que acaba de ser feita pela NASA, marca o início da fase de desenvolvimento do traje que durará vários anos. As primeiras manifestações estão planejadas para ocorrer fora da ISS em meados desta década. No que diz respeito aos trajes lunares, a missão Ártemis 3 será uma oportunidade para a NASA testá-los na superfície da Lua.


Astronautas em trajes espaciais
Créditos da NASA

No momento, nenhuma das empresas mostrou imagens ou esboços de seus futuros trajes espaciais.

Mobilize o setor privado

Este contrato assinado com as duas empresas é para a NASA um meio de mobilizar a indústria espacial privada. A agência também encontrou muitos problemas durante o desenvolvimento de suas próprias combinações chamadas xEMU.

De acordo com Vanessa Wyche, diretora do Johnson Space Center da NASA, em parceria com a indústria privada, eles estão avançando a tecnologia necessária para manter os americanos no caminho do sucesso nas descobertas a bordo da espaçonave. Há também a exploração da superfície da Lua.

Pelo que sabemos, o valor total dos contratos é de aproximadamente 3,28 bilhões de euros. No entanto, a NASA ainda não revelou o valor destinado a cada tipo de combinação.

As especificidades das novas combinações

Em relação aos novos trajes, Lara Kearney, gerente assistente do programa Gateway, explicou que a NASA não pediu especificamente às duas empresas que projetassem dois trajes diferentes. De fato, os sistemas de sobrevivência necessários serão bastante semelhantes.

No entanto, os materiais utilizados, o tamanho e a flexibilidade são muito diferentes para os dois tipos de trajes espaciais. Há realmente uma grande diferença entre microgravidade fora da ISS e o ambiente de baixa gravidade da superfície lunar.

Dan Burbank, técnico sênior da Collins Aerospace e ex-astronauta da NASA, também falou sobre as especificidades dos novos trajes. Segundo ele, o objetivo da empresa é fazer um terno que se pareça com roupa de esportes radicais reforçadanão um grande traje semelhante a uma pequena nave espacial.

As novas combinações também poderão acomodar uma faixa de tamanho mais ampla. Este é um ponto importante, especialmente sabendo que a NASA planeja colocar a primeira mulher na Lua.

FONTE: Futurista

Artigos Relacionados

Back to top button