Não, a Samsung não vendeu 1 milhão de Galaxy Fold

De fato, a Samsung não vendeu um milhão de smartphones Galaxy Fold, com a empresa forçada a negar relatos de que atingiu um marco inesperado com seu carro-chefe dobrável. O telefone Android de US $ 2.000 teve um lançamento problemático no início de 2019, com a Samsung forçada a abortar as vendas apenas alguns dias antes dos primeiros usuários esperarem receber seus aparelhos.

Isso ocorreu depois que os primeiros revisores descobriram várias falhas de acordo com o design, inclusive que a tela OLED dobrável era muito fácil de danificar. A Samsung levou o Galaxy Fold de volta aos laboratórios e criou alguns ajustes para ajudar a evitar a entrada de poeira sob a tela e para desencorajar os proprietários de descolar inadvertidamente a camada superior da tela que, inicialmente, parecia um protetor de tela temporário.

A empresa estava otimista quando fez uma segunda tentativa de lançamento para o telefone no final de 2019, embora mesmo assim tenha sido surpreendente quando os relatórios desta semana sugeriram que já havia vendido um milhão de telefones. Parece que tudo isso se deve a um mal-entendido no TechCrunch Berlin, onde Young Sohn, presidente da Samsung Electronics, era um orador.

Ele alegou que a Samsung já havia ultrapassado sua meta inicial de vender 500.000 dispositivos Galaxy Fold globalmente este ano e, em vez disso, havia vendido 1 milhão. Agora, porém, um porta-voz da Samsung esclareceu que o executivo cometeu um erro.

Parece que Sohn confundiu a meta de vendas da empresa para o ano com as vendas reais. De fato, a Samsung não vendeu um milhão de dispositivos Galaxy Fold, confirmou a empresa ao Yonhap News. O porta-voz não deu um número real para as vendas oficiais.

Apesar desse contratempo – dificilmente o mais embaraçoso que o Galaxy Fold enfrentou este ano, francamente – a Samsung parece entusiasmada com os dispositivos dobráveis ​​em geral. Em outubro, a empresa provocou um segundo fator de forma, potencialmente para o Galaxy Fold 2 em 2020. Ela poderá ser lançada em abril do próximo ano.

Esse seria um design em concha com uma tela dobrável que dobra horizontalmente, e não verticalmente. Vimos o novo Razr da Motorola adotar esse layout, criando um dispositivo semelhante a um smartphone grande comum quando aberto, mas muito menor quando fechado.

Mesmo lá, a Samsung poderia ter algumas melhorias para levar para a mesa. A dobradiça do Galaxy Fold 2 pode ser “quase imperceptível”, sugere-se, usando um novo mecanismo que evita a lacuna visível do aparelho de primeira geração. Ele também pode usar uma câmera com tela insuficiente, o que pode permitir que a Samsung elimine o entalhe no canto superior da tela interna maior do atual Galaxy Fold. Esse recorte acomoda vários sensores, incluindo as câmeras selfie.

Artigos Relacionados

Back to top button