Na vida √© estranha, a vida √© … Bem, estranha

Na vida é estranha, a vida é ... Bem, estranha

Talvez o mais remanescente do hit indie de 2013 Foi para casa, Dontnod’s A vida √© estranha √© um drama epis√≥dico, focado na narrativa, centrado em torno de uma adolescente desaparecida e ambientado no noroeste do Pac√≠fico. Na linha dos populares jogos de aventura da Telltale Games, Dontnod est√° trazendo A vida √© estranha para comercializar na forma de cinco epis√≥dios independentes, cada um com um intervalo de aproximadamente seis semanas. O primeiro epis√≥dio foi lan√ßado hoje no Xbox One e Xbox 360.

A vida é estranha
é uma aventura gráfica em terceira pessoa que apresenta bastante interação social entre os personagens. A protagonista do jogo, Maxine Caulfield, retorna à sua pequena cidade natal do Oregon após uma ausência de cinco anos, para encontrar sua amiga rebelde Chloe Price bastante perturbada com o desaparecimento de uma namorada. As cenas acontecem em quartos de adolescentes, parques e escolas secundárias, com muito diálogo sincero.

Ah, e há um recurso particularmente especial: a capacidade de retroceder o tempo permite voltar e refazer qualquer ação entre os pontos de verificação. As escolhas que você fizer irão alterar e afetar a história, tanto a curto como a longo prazo; essencialmente, a viagem no tempo é usada para aprender com o futuro e depois voltar e afetar o presente.

O √ļnico jogo anterior de Dontnod foi o t√≠tulo de a√ß√£o publicado pela Capcom em 2013
Lembre de mim, que impressionou os jogadores por seus belos ambientes e narrativa de ficção científica. Embora o assunto e a configuração sejam claramente diferentes desta vez, os dois títulos compartilham muito em comum. Como com Lembre de mim, por exemplo, A vida é estranha apresenta um personagem principal feminino, com ambientes lindos e uma apresentação incrivelmente lisa.

Embora o jogo esteja sendo publicado pela Square Enix, uma grande e renomada editora de jogos japonesa,
A vida √© estranha tem a apar√™ncia de um t√≠tulo independente. Ele enfatiza fortemente as id√©ias tem√°ticas – incluindo uma sensa√ß√£o de tens√£o em torno da presen√ßa de dispositivos digitais e m√≠dias sociais, com personagens ansiando por um passado mais simples. √Č uma hist√≥ria sobre a vida cotidiana em uma cidade pequena e os problemas do desemprego, alcoolismo, bullying social e viol√™ncia.

Com um tempo de reprodução esperado de aproximadamente uma hora e meia a duas horas, o primeiro episódio apresenta uma história convincente, trilha sonora de inspiração folclórica indie, diálogo realista e ambientes abertos impressionantemente interativos certamente parecem ser algo diferente. Vida certamente
é estranho, e os videogames também podem ser.

0 Shares