Mozilla: aplicativos de saúde mental são um risco de privacidade

Os aplicativos de saúde mental são muito populares entre os usuários. No entanto, muitos deles não respeitam a privacidade de seus usuários. A Mozilla realizou um estudo com alguns deles.

Para isso, realizou a análise de cerca de trinta pedidos. Seu estudo também revelou que os aplicativos dedicados à prática da religião também são afetados por esse problema. A Mozilla, portanto, alerta os usuários para esse problema. Especialmente porque esses aplicativos estão disponíveis para iOS e Android e são usados ​​por muitas pessoas.


Loja de jogos
©ymgerman/123RF.COM

Aplicativos de saúde representam um perigo para os usuários

Em teoria, os aplicativos de saúde mental devem ser mais seguros do que a maioria dos outros aplicativos. No entanto, um novo estudo revelou que eles têm um nível muito baixo de confidencialidade. O estudo também descobriu que os aplicativos de oração tinham segurança semelhante. De fato, a maioria desses aplicativos explora os dados pessoais de seus usuários e os compartilha. Como humores, estados mentais e até dados biométricos. Além disso, muitas pessoas recorreram a esses aplicativos, porque consultar um terapeuta não é para todos, principalmente durante a pandemia de Covid-19.

No recente estudo realizado pela Mozilla, a equipe responsável pela investigação analisou cerca de 32 aplicativos dedicados à saúde mental. Desses aplicativos, 29 foram rotulados como assustadores, o que implica que a privacidade não está incluída neles. A equipe alegou que a maneira como os aplicativos lidavam com os dados pessoais dos clientes deixava a desejar. Durante a investigação, eles também descobriram que, dada a funcionalidade do aplicativo, ele solicita aos usuários muitas informações pessoais. Em termos de segurança, os usuários podem criar contas inseguras com senhas fracas.

Mozilla avisa usuários contra certos aplicativos

A Mozilla listou aplicativos que considera os piores para seu nível de privacidade. Entre eles estão Better Help, Youper, Woebot, Better Stop Suicide, Pray.com ou Talkspace. No caso do Chatbot AI Woebot, ele coleta informações sobre seus usuários e as compartilha na forma de anúncios. No Talkspace, ele coleta transcrições das conversas de seus usuários.

A equipe da Mozilla afirma já ter contatado as empresas por trás desses aplicativos para saber mais. Por enquanto, apenas três empresas responderam ao seu pedido. Mas o pesquisador da Mozilla Misha Rykov alerta que esses aplicativos são máquinas para sugar dados pessoais.

Fonte

Artigos Relacionados

Back to top button