Ministério da Defesa da Ucrânia cita One Piece: “O poder está na grandeza dos seus sonhos”

A escolha de citar One Piece não convenceu todos os fãs do mangá. É pouco provável que tenha sido acordado com o autor da obra ou com a editora que a publica.

“O poder não está no seu tamanho, mas no tamanho do seu coração e dos seus sonhos”. Para quem tem dúvidas, a citação também é especificada pelo nome de seu autor: Monkey D. Luffy, o protagonista do mangá One Piece. As condenações de almas entraram agora na guerra na Ucrânia. Essas palavras foram realmente publicadas pelo registro oficial do Ministério da Defesa da Ucrânia. A partir deste canal, Kyiv atualiza diariamente seus assinantes sobre dados de guerra para impedir a invasão da Rússia.

No dia em que Moscou anunciou a anexação das regiões ucranianas de Donetsk, Lugansk, Kherson e Zaporizhzhia, a Ucrânia lembrou todas as perdas russas de 24 de fevereiro até hoje: mais de 59.000 soldados mortos, 2.338 tanques destruídos, 264 aviões abatidos e 15 navios afundados. . Além de helicópteros, veículos com carroceria e sistemas de defesa aérea. Todos esses dados vêm das forças armadas ucranianas e obviamente não são confirmados por Moscou.

A citação que não convence todos os fãs

A frase é plausível, no sentido de que faz parte do tom frequentemente usado pelo protagonista deste mangá. No entanto, mesmo olhando nos fóruns dedicados, não está claro quando isso foi dito. Também pode ser um comentário inserido apenas na tradução em inglês do anime, mas também pode ser uma citação enganosa, atribuída a One Piece, mas nunca mencionada por seus protagonistas.

O uso desta citação em um boletim de guerra não convenceu todos os fãs. A captura de tela repercutiu nas várias comunidades e alguns criticaram a escolha de se apropriar de uma frase desta obra e usá-la em um contexto tão violento quanto um boletim de guerra onde falamos de dezenas de milhares de mortes.

É improvável que a escolha de usar esta citação tenha sido acordada com seu autor Eichiro Oda ou com a editora Shueshia. Na melhor das hipóteses, esta citação pode ser lida como um sinal da popularidade do mangá, que desde seu lançamento em 1997 já vendeu mais de 500 milhões de cópias em todo o mundo.

Artigos Relacionados

Back to top button