Microsoft quer fazer Call of Duty no Switch

O presidente da Microsoft acaba de manifestar o desejo de que a franquia chamada à ação adquirido recentemente pode chegar ao Switch. História para permitir que o console da Nintendo saia do anonimato, com certeza.

US$ 69 milhões é muito, principalmente para a aquisição de um portfólio de títulos, incluindo a franquia mais conhecida, Call of Duty, que eventualmente continuará a ser lançada pela competição. Depois de ter adquirido a Activision-Blizzard-King, a Microsoft possivelmente acredita que há mais dinheiro a ser ganho ao permitir que seus novos bebês não se limitem ao seu parque totalmente verde.


Recentemente, foi confirmado que os próximos três Call of Duty seriam lançados no PlayStation. A Activision Blizzard já havia indicado que estava comprometida em honrar os contratos já assinados com seus parceiros além da Microsoft. E se o plano para a firma de Redmond fosse, em última análise, colher os benefícios da continuidade?

Call of Duty no Switch: Microsoft gostaria de fazer mais na Nintendo com a Activision Blizzard

Em comentários recentes à CNBC, o presidente da Microsoft, Brad Smith, reafirmou que a aquisição da Activision-Blizzard-King não significará o fim do Call of Duty nos consoles da Sony:

“Uma das coisas sobre as quais estamos muito claros à medida que avançamos na revisão regulatória desta aquisição é que grandes títulos como Call of Duty da Activision Blizzard hoje continuarão disponíveis no PlayStation. da Sony”.

Mais surpreendentemente, o chefe da Microsoft mencionou um futuro em que Call of Duty também seria jogável no Switch:

“Nós gostaríamos […] propor [Call of Duty] nas máquinas Nintendo. Gostaríamos de trazer os outros títulos populares da Activision Blizzard e garantir que eles continuem disponíveis no PlayStation, [et] que eles se tornem disponíveis na Nintendo.”

Porque sim, a Nintendo conseguiu vender seu Switch para mais de 103 milhões de unidades sem nunca ter nenhum Call of Duty lançado nele. Podemos nos divertir procurando a última aparição da licença nos consoles da Nintendo, chegando ao final de 2013 e ao lançamento de Call of Duty: Fantasmas no Wii U. Quanto a saber se a Activision Blizzard vai fazer no jogo “on the cloud” ou em títulos realmente explorando as capacidades do Switch, as dúvidas ainda são permitidas.

Fonte: CNBC

Artigos Relacionados

Back to top button